3 IP’s que quero ver renascidas na E3 2016

2015 foi merecidamente chamado de o ‘’ano dos sonhos’’ na indústria de videogames, muito por conta de anúncios relacionados a IP’s muito amadas. O keynote da Sony na E3 trouxe a trinca The Last Guardian, Final Fantasy VII Remake e Shenmue 3. A Microsoft nos deu um gostinho com a collection Rare Replay e aparição dos Battletoads tanto em Shovel Knight quanto em Killer Instinct Season 3, e jogos como Resident Evil 2 Remake, Psychonauts 2, System Shock 3 e Dragon Quest XI foram anunciados. Claramente a carta da nostalgia está sendo explorada por várias publishers, e é bem provável que nesse ano vejamos várias outros casos como esse por ai. Então nada mais justo, honesto e saudável (??) a gente criar uma especulação sem compromisso aqui baseada nas IP’s que amamos. Bora lá:

SKATE
Durante um bom tempo, o gênero de jogos de Skateboarding que dominava (e com muito mérito) era Tony Hawk’s Pro Skater. Ao entrar na sétima geração a série da Activision foi experimentando com conceitos que não foram muito bem aceitos com o publico e perdeu força, abrindo espaço pra SKATE da EA. O jogo inclusive vendeu duas vezes mais que Tony Hawk’s Proving Grounds que foi lançado no mesmo ano. O jogo da Black Box foi muito elogiado por dar um ar mais realista ao gênero e por mudanças muito bem vindas no gameplay básico de jogos de skate. Duas sequencias de SKATE foram feitas em apenas 3 anos o que pode ter corroborado com a saturação da formula do jogo, que recebeu criticas pela falta de inovação na serie.

Será que vai rolar?

Bom, a EA fechou a Black Box Games em 2013, e realocou alguns de seus funcionários na EA Canadá, conhecida por fazer a maioria dos jogos de esportes da Publisher. Visto só isso eu julgaria difícil, mas o jogo tem uma legião de fãs muito barulhenta e após um vídeo do YouTuber Piewdiepie em 2014, Skate 3 chegou a aparecer no NPD quatro anos depois do seu lançamento original, fazendo a EA até produzir mais copias do jogo. Pra se ter ideia como o publico quer um SKATE 4, basta olhar respostas e comentários de posts nas redes sociais da EA:

Mesmo em posts de franquias famosas como Battlefield e até Star Wars a grande maioria de comentários clama por SKATE 4:

Analisando esses fatores, tenho certeza de que de 2014 pra cá as chances de um SKATE 4 só aumentaram e a EA com certeza notou que pode fazer dinheiro com a franquia.

BEYOND GOOD & EVIL

Michel Ancel e Ubisoft de certa forma até anunciaram uma sequencia pro ótimo Beyond Good & Evil em 2008 e num caso parecido com The Last Guardian o projeto sumiu e vários rumores de seu cancelamento apareceram nos ultimo 8 anos, mas nunca um anuncio oficial.

As poucas informações que recebemos ao longo dos anos tratam exatamente do contrario, que o jogo está sim ainda em desenvolvimento.  O jogo teria inclusive influenciado mudanças e melhorias nos sistemas de deslocamento e parkour da franquia Assasin’s Creed. Nesse outro vídeo onde mostram um conceito de gameplay fica bem claro isso:

Ancel e sua equipe na Ubisoft Montpellier deram uma pausa no desenvolvimento para trabalhar tanto em Rayman Origins e Rayman Legends, e Michel inclusive fundou um novo estúdio onde trabalha em WiLD junto com a SIEE, mas ele ainda continua trabalhando com a Ubisfot e afirma que desenvolvimento no projeto continua. Recentemente a Ubisoft registrou novamente a trademark Beyond Good & Evil, indicando que em breve deve fazer algum anuncio sobre a franquia.

Depois de quase 8 anos do primeiro teaser, acredito que essa é a hora de apresentar o projeto. O ultimo jogo da equipe de Michel Ancel na Ubi Montpellier foi lançado em 2013, e se não estão desenvolvendo outro Rayman, é bem provável que tenha chegado a hora de uma sequencia de Beyond Good & Evil ser mostrada.

CRASH BANDICOOT

Não é nenhum segredo pra quem é ouvinte e leitor do Reloading que a volta de Crash Bandicoot seria de longe o anuncio mais espetacular da E3 pra mim. A trilogia original e o jogo de Kart do Playstation ainda são lembrados por muitos com muito carinho, prova disso é a constante presença dos 4 jogos entre os mais vendidos dos PS Classics na PSN. Depois do fim do acordo entre Sony e Universal a IP caiu com a Activision, onde ela acabou sumindo depois de alguns jogos ruins.

Mas em 2013 os primeiros indícios da volta do marsupial começaram a surgir. Incluindo esse easter egg numa propaganda do PS4:


Depois disso mais alguns indícios apareceram. Em 2014 essa foto no minimo sugestiva apareceu no fundo de um vídeo do PlayStation Access, canal oficial da Playstation no UK:

Outros fatos incluem a  Robomodo tentando usar o personagem em Tony Hawk’s Pro Skater 5  mas segundo eles foram impedidos por conta de problema de licenças (o que pode sugerir que a IP não esteja exatamente com a Activision), a famigerada camisa usada por Shawn Layden na PSX 2015, o discurso do diretor da fabricante de brinquedos NECA comentando sobre a volta do personagem e vários pequenos ”teasers” soltados por perfis da Sony nas redes sociais. Além de um fato recente muito importante e que ainda é meio que um segredo, que com certeza vai ser mais discutido em breve na mídia.

Todos esses acontecimentos levam a especulação que a volta triunfal do personagem tem sido considerada e trabalhada sim no últimos anos e pode ser revelada em 2016, ano que a franquia comemora 20 anos. A forma como esse retorno será feito é outra incógnita. Será por meio de um acordo de licença que é o que Sony e Universal tinham no Playstation? Será que a IP foi de alguma forma adquirida pela Sony, ou então será um projeto da própria Activision e será multiplataforma. As duvidas sobre quem comanda o projeto também existem. Seria feito por um time secundário da Naughty Dog ou até da Sucker Punch? Seria feito por estúdios second party como Insomniac ou Sanzaru, ou sera que a volta de Crash Bandicoot será pelas mãos de Mark Cerny e sua equipe dentro do JAPAN Studio? Bom, as respostas pra muitas dessas perguntas podem aparecer até antes da E3, mas uma revelação de fato no maior evento do ano pra Sony faria muito sentido

eu na E3

As conferencias da temporada E3 2016 começam em pouco mais de um mês, e seria ótimo ver não só essas mas varias outras franquias memoraveis renascidas nos videogames. Um novo Conker? a volta de Prey 2 da Bethesda? Um novo Wild Arms pra comemorar também 20 anos da franquia? Tem muita coisa amada que poderia voltar, então deixe nos comentários seus chutes e desejos também!


Felipe Mesquita acredita muito (muito, muito, muito mesmo) que Crash Bandicoot vai voltar, e você pode segui-lo e xinga-lo bastante no twitter

Compartilhe:
  • Fábio Lima

    Eu queria ver um novo Banjo Kazooie. Acho que Ratchet & Clank mostrou que ainda dá pra fazer plataformas 3D de qualidade hoje em dia.

  • Bianca Machado

    Sabe do que realmente precisamos? De Shenmue 1 e 2 em HD Remaster.
    Não é possível que lancem o shenmue 3, sendo que o 1 e o 2 possuem um acesso extremamente restrito e pouca gente vai jogar antes da chegada do 3.

    • Felipe Mesquita

      Ah, isso com ctz vai vir. Achei que fossem anunciar até na PSX do ano passado

      • Bianca Machado

        Felipe… viu só? Até a SEGA acompanha o Reloading!!!

  • IsraelArraes

    Devil May fucking cry!

  • max wilson

    Eu queria algum anúncio novo da Nintendo, mas parece que ela só vai mostrar Zelda de Wii U, vamos ver se isso vai mudar.

  • Luan Alves Neves

    Uma franquia que eu realmente queria ver: Monster Hunter de volta na Sony, que desde o Ps2 que não sai um jogo pra consoles de mesa da empresa. Seria o MOTIVO PERFEITO pra eu finalmente pegar o ps4. Ainda estou relutante.

  • SmokeE3 .

    3 franquias que eu gostaria de ver novamente (desconsiderando os citados na matéria):
    1º – Resistance! Nascida no Início da geração PS3, eu acredito que ela não obteve muito sucesso pq na época o jogo vinha um método antigo de FPS, não era uma inovação, era só mais um do mesmo no meio de tantos outros jogos. Mas o conceito do jogo sempre foi muito bom, e acho que uma versão de PS4 teria muitos recursos pra fazer sucesso.

    2º – Onimusha: possui um estilo de jogo que está quase extinto nesta geração, que são jogos AAA de ninja. Nioh ta vindo aí, mas ainda há espaço pra um Onimusha.

    3º – Medal of Honor – Mas no estilo Clássico, segunda guerra mundial. Pq esses da geração passada até tinham uma campanha boa, mas não eram bacana.

    Outras séries que eu ainda quero que continuem existindo: Dead space, Burnout, Syphon Filter, Twisted Metal e talvez até Quake.