10

Expectativas para a E3 2019

Estamos a menos de um mês da E3 2019, e tenho visto bem menos empolgação pré-evento do que nos últimos anos. Provavelmente uma consequência da desistência de empresas como PlayStation e EA de fazerem apresentações tradicionais durante o período da feira. Mas particularmente, o meu sentimento é de que teremos uma boa E3, principalmente porque algumas das empresas que continuam na feira, tem potencial (e promessas) de fazerem suas melhores apresentações dos últimos anos. Bora então para as expectativas de cada uma das grandes conferências da E3 2019:

XBOX – 09/06 às 17h (horário de Brasília)

Phil Spencer foi claro ao dizer que eles vem com tudo para a E3 2019, prometendo o melhor show da divisão Xbox dos últimos anos. O que é uma promessa e tanto, já que eles já vem de ótimos shows, tendo o que foi pra mim a melhor conferência de 2018 inclusive. E acredito que eles tem sim o que é necessário para tal, com uma combinação de anúncios first-party, revelações de third-parties e novidades ligadas a sua linha de hardware e serviços.

Em termos de jogos do recém renomeado Xbox Game Studios, veremos com certeza jogos anunciados em 2018 como Gears 5, Ori and The Will of the Wisps, Battletoads e Halo: Infinite. Gears 5 e Ori ‘’2’’ vão receber as prometidas datas para esse ano, enquanto ao meu ver tanto Battletoads e Halo: Infinite ficarão para 2020. Um jogo que costumamos ver todo ano, mas acredito que em 2019 não será o caso, é um novo título da série Forza. Em tese, seguindo o alternamento entre as séries Motorsport e Horizon, esse ano seria o de Forza Motorsport 8, mas acredito que a Turn 10 vai utilizar um ano de pausa para construir e revelar no ano que vem seu primeiro Forza da próxima geração. Dois jogos que foram anunciados inicialmente para os PC’s, Gears Tactics e Age of Empires IV, devem dar as caras e receberem a confirmação de lançamento também para o Xbox One, agora que o console tem suporte oficial de teclado e mouse, faz bastante sentido.

No último ano, a Microsoft adicionou sete novos estúdios a sua divisão de times internos. Enquanto não espero ver anúncios de jogos novos de Compulsion, Undead Labs, Obsidian e inXile, seus projetos atuais devem aparecer na conferência. Então podemos ver DLC’s de We Happy Few e State of Decay 2, e mais gameplay de The Outer Worlds e Wasteland 3. Playground Games também deve mostrar algum conteúdo de Forza Horizon 4 (eu particularmente adoraria ver a expansão de Hot Wheels que foi lançado para FH3 recebendo uma nova versão pra FH4) e pode ser que para causar um grande impacto, a Microsoft decida mostrar também um teaser do projeto que o segundo estúdio da Playground está trabalhando, um RPG que muito se especula que seja um novo Fable. Eu acredito que é um projeto feito completamente para a nova geração, mas um teaser prometendo novas informações para o ano que vem seria interessante e geraria muito barulho. O estúdio que acredito que mostrará um jogo novo ainda para essa geração é a Ninja Theory, que tem nos últimos anos trabalhando em múltiplos projetos ao mesmo tempo. Um protótipo de um jogo de ação Sci-Fi chamado ‘’Bleeding Edge’’ vazou a algum tempo, e esse é um jogo que o estúdio planejava publicar pro conta própria, porém após a aquisição, a marca registrada inclusive já foi transferida para a posse da Microsoft. É um forte candidato para aparecer com uma janela de lançamento para 2020. Um estúdio que acredito não ter presença alguma é o The Initiative, que foi fundado pela Microsoft apenas a um ano atrás, e que ainda conta com um time bastante pequeno e está em constante fase de recrutamento. É provável que mais compras de estúdios sejam anunciadas também. Obsidian e inXile, as duas últimas aquisições, apesar de fazerem jogos para todas as plataformas, tem muita presença na comunidade de PC, e acho que podemos ver a Microsoft expandindo ainda mais pra esse mercado com novas aquisições.

No campo das third-parties, a ausência da Sony no evento aumenta ainda mais a gama de jogos potencialmente anunciados no palco da Microsoft. Rocksteady, From Software, Capcom e Bandai Namco devem ter novidades para mostrar durante a feira, e este deve ser o palco escolhido. Talvez até a ausente EA escolha a conferência da Microsoft para apresentar novos jogos das séries Need for Speed e Plants vs Zombies. E tem também os jogos já anunciados que podem ter novas demonstrações de gameplay como Cyberpunk 2077, Dying Light 2, Star Wars: Jedi Fallen Order, Borderlands 3 e outros. E claro, os showcases de indies apresentados pelo ID@Xbox sempre trazem projetos independentes interessantíssimos pros holofotes da E3.

Em termos de hardware e serviços, a Microsoft deve sim comentar sobre seus próximos consoles, mas acredito que deve ser algo como fizeram com o project Scorpio, que futuramente foi nomeado Xbox One X. Então nada definitivo, e mais um teaser para 2020. O project xCloud é que deve sim receber um spotlight bem grande, principalmente por conta das atenções que o Google Stadia tem recebido. A Microsoft com certeza quer mostrar que além de ter tecnologia comparável, supera o Google em termos de conteúdo. Para fechar os serviços, a confirmação do Xbox Game Pass para o Windows 10 é algo que com certeza faria o público dos PC’s, que a Microsoft tem se aproximado novamente cada vez mais, muito contente.

Não é coincidência que este é o maior texto entre as conferências, o show da Xbox deve ser o maior e mais impactante da E3 2019.

BETHESDA – 09/06 às 22h (horário de Brasília)


Eu sinceramente não achava que a Bethesda faria uma conferência esse ano. No ano passado ela ‘’apresentou’’ projetos que estão ainda a anos de serem lançados com Starfield e Elder Scrolls VI, e inclusive ela confirmou a ausência de ambos para 2019. Eu inicialmente pensava que ela deixaria novos projetos de Arkane e Tango Gameworks para serem revelados em 2020, aproveitando do hype da nova geração. Talvez não seja o caso, e pode ser que vejamos essas empresas revelando aqui seus novos jogos. Shinji Mikami não foi o diretor de The Evil Within 2, então quem sabe não vemos um projeto completamente novo dirigido por ele. O certo é que veremos jogos já anunciados e prometidos para 2019, como RAGE 2 (que deve mostrar seus primeiros detalhes de DLC), Wolfenstein: Youngblood e DOOM Eternal. Pra mim essa é uma das conferências com as maiores incógnitas, e se a Bethesda conseguir entregar algumas surpresas, pode ser uma conferência bem melhor que a do ano passado.

UBISOFT – 10/06 às 17h (horário de Brasília)

A Ubi manteve sua tradição de começar seu período de E3 cedo, já anunciando Ghost Recon: Breakpoint um mês antes da feira. Em termos de mais novos anúncios acredito que Watch Dogs 3, que deve se passar em Londres, vai ser a única grande novidade para esse ano fiscal, recebendo uma janela de lançamento pro começo de 2020.

Por muitos anos eu achava que um novo Splinter Cell seria anunciado durante as conferências da Ubisoft, mas isso nunca ocorreu. Porém, a gente não perde as esperanças, e como a Ubi é uma das empresas que costuma mostrar jogos next-gen relativamente cedo, e agora que tanto Microsoft quanto Sony já comentaram sobre a existência sobre seus hardwares de nova geração, acredito que podemos ver pelo menos um novo jogo cross-gen aqui, assim como foi feito com Watch Dogs. Não acredito que o próximo capítulo da saga Assassin’s Creed que será lançado em 2020 (potencialmente para ambas gerações) vai dar as caras, então quem sabe um Splinter-Cell pode ser o primeiro jogo de nova geração da Ubi que vamos ver. Uma outra opção é o jogo baseado na série de filmes Avatar que esta sendo desenvolvido na Suécia pela Massive Entertainment, mesmo estúdio de The Division, mas pode ser cedo demais para isso. (FAKE EDIT: Enquanto eu revisava esse texto o aparente diretor criativo de um novo Splinter Cell ”vazou” o jogo no twitter, porém a Ubisoft negou que esse seja realmente o caso. )

Um jogo que sumiu recentemente é Skull & Bones, um projeto que aparentemente está passando por momentos turbulentos tendo perdido até seu diretor criativo recentemente. Pode ser que nem vejamos o projeto esse ano, virando também mais um produto cross-gen. Por outro lado um jogo que não sumiu e que vive aparecendo nas E3’s da Ubisoft nos últimos anos, é Beyond Good & Evil 2. Acredito que finalmente vamos receber pelo menos uma janela de lançamento para 2020, e também a confirmação de lançamento cross-gen.

Um último anúncio que podemos ver da Ubisoft é um novo capítulo da colaboração dos Franceses com a Nintendo. Mario + Rabbids foi um grande sucesso, então o óbvio é capitalizar em cima do titulo com uma sequência, mas eu pessoalmente adoraria uma colaboração completamente nova no mesmo escopo. Não sei o o que a Ubisoft San Francisco tem trabalhado, pode ser que estejam com o terceiro jogo de South Park em produção (o que agradaria também) mas acharia interessante ver a expetise deles em RPG’s voltado para algo no Switch. Infelizmente para mim, é bem mais provável que vejamos Kingdom Battle ‘’2’’ vindo da Ubisoft Milão mesmo.

SQUARE-ENIX – 10/06 às 22h (horário de Brasília)

Ta aí uma publisher que tem tudo pra ter uma apresentação melhor esse ano. A Square-Enix no ano passado fez um evento digital de E3, e dessa vez transmitirá no dia e horário antes escolhido pela PlayStation para suas conferências. Já temos a confirmação de que Final Fantasy VII Remake estará presente, e visto que o trailer recente que foi mostrado durante o State of Play #2 já gerou muita atenção, algo mais profundo durante a E3 tem tudo pra ser ainda mais impactante. E acrédito que podemos ter a confirmação de que o primeiro capítulo dessa saga, sairá ainda nesse ano fiscal (até 31/03 de 2020) O jogo dos Vingadores que está sendo produzido pela Crystal Dynamics e que não vimos nada desde seu anúncio em Janeiro de 2017 também é um forte candidato não só para aparecer, mas também para impressionar o público. Outro projeto já anunciado que devemos ver mais é Babylon’s Fall, jogo em colaboração com a Platinum Games anunciado na E3 de 2018. O jogo foi inicialmente anunciado com lançamento para 2019, mas deve ter sido adiado para 2020.

Em termos de novos anúncios tenho apenas dois em mente. Podemos finalmente ver o FPS que está sendo desenvolvido em colaboração com o estúdio polonês People Can Fly, de Bulletstorm. O outro é um novo projeto liderado por Yoko Taro. NieR Automata foi um jogo de orçamento relativamente modesto que fez bastante sucesso, tendo um carregamento total que já passou de 4 milhões cópias. Resta saber se Taro irá seguir nesse universo, ou tentar algo novo.

NINTENDO – 11/06 às 13h (horário de Brasília)

A Big N é a empresa que mais já se manifestou esse ano. Com suas variadas Directs já anunciou e datou boa parte de seu lineup de 2019. Super Mario Maker 2, Fire Emblem Three Houses, Marvel Ultimate Alliance 3: The Black Order e Astral Chain já tem data de lançamento e serão lançados entre Junho e Agosto. Animal Crossing, The Legend of Zelda: Link’s Awakening e Pokémon Sword/Shield (que deve receber uma direct especial até antes da E3) deverão ser os jogos do período de final de ano, ganhando datas entre Setembro e Dezembro. Acredito que jogos como Luigi’s Mansion 3 e Bayonetta 3 não terão presença, ficando para futuras Directs e 2020 em termos de lançamento.

A Nintendo disse que sua apresentação vai focar em jogos de 2019, mas eles vivem falando isso e sempre fazem anúncios de jogos que ainda estão um pouco longe do lançamento. Não vejo a necessidade de anúncios de novos capítulos da séries principais de Mario e Zelda (que devem ser lançadas em 2020/2021) mas outras séries de menor impacto podem aparecer. Pikmin ‘’4’’ é algo que muitos esperam a um bom tempo, e que podemos finalmente ver aqui.

É difícil prever que tipo de conteúdo third-party veremos nessas apresentações da Nintendo. Não tenho muitas expectativas então estou pronto para ser surpreendido, apenas em relação aos ”Nindies” eu gostaria de ver pelo menos uma data de lançamento para ”Untitled Goose Game”, um dos meus jogos mais aguardados do ano.

Apesar da Nintendo deixar claro que vai focar em software (praticamente descartando as chances de vermos uma revisão do Switch na semana de E3) seria ótimo ter notícias em relação a serviços também. Adoraria que eles finalmente incluíssem jogos de SNES no Nintendo Online Service, algo que prometeram e que os fãs vem pedindo constantemente.

Ah, e alguém na Nintendo pode localizar oficialmente e portar Mother 3 pro Switch? Valeu!

Felipe Mesquita