0

Comerciais Famosos de Games – Parte 1

Imagem: Blog TecToy

Convenhamos, mesmo com todo o desenvolvimento da indústria de games no Brasil, poucos são os comerciais que vemos na TV que são de jogos. A Microsfot volta e meia coloca algo, a Ubisoft também, raramente a Sony, mas, no geral, eles não passam nem perto de serem emblemáticos como já foram um dia.

A ideia deste recap de comerciais famosos de jogos surgiu recentemente, quando a Square-Enix apelou para a nostalgia em um curta metragem de 13 minutos para vender o Final Fantasy VII Remake para aqueles que ou nunca jogaram o Final Fantasy VII original (22 anos atrás!!!) ou aqueles que, com o passar dos anos, acabaram mudando de prioridades ou ficaram sem tempo para dedicar a jogos. Pode ter mirado neles, mas escorreu uma lágrima de nostalgia aqui.

Talvez o comercial mais famoso que me vem na cabeça remete à disputa jamais igualada dos 16 bits entre Mega Drive e Super Nintendo – época pré-internet e redes sociais, então se fosse sacanear o colega, teria que ser cara a cara. Lá fora sempre foi comum citar diretamente a concorrência sem muitas barreiras, gerando slogans emblemáticos como “Genesis does what Nintendon’t“.

O sucesso supersônico do Mega Drive (haha).

A Nintendo não ficou atrás e também contra atacou com o seu “Os melhores jogam aqui“, inclusive na época da Playtronic no Brasil (empresa que cuidava dos produtos, fusão da Gradiente com Estrela) e com o “É Nintendo ou nada“.

Lançamento do Nintendo 64 nos Estados Unidos.

O Dreamcast não fez muito sucesso pelo mundo, mas é muito querido pelos brasileiros, principalmente pelo massivo apoio que a TecToy dava à Sega na época. Abaixo, dois dos comerciais que circularam por aqui, mostrando inclusive o impressionante Sonic – talvez um dos maiores impactos gráficos que tive na vida, o salto da geração anterior era inacreditável.

Para finalizar essa primeira parte, onde focamos mais em consoles do que em jogos, ficamos com dois da atual geração, um lindo da Sony, comemorando toda a história Playstation, e um do Xbox, com o seu ousado videogame totalmente digital, sem entrada para discos.

Não esqueça de deixar nos comentários mais sugestões de comerciais, pois teremos outras partes desta matéria que é pura nostalgia.