RELOADING #019 – Tristeza, Novelas e Joguinhos

reloading-19

Nesse episódio, Bruno Carvalho, Edu Aurrai  e Felipe Mesquita  falaram sobre as perdas de Microsoft e Nintendo, o novo sistema da Capcom para compra de personagens em Street Fighter e a volta do Desafio para adivinhar os jogos.

Duração:  82 min

Comentados:

> Weapon Lord – Imagem (SNES)
> Kojima tentou nos avisar? – Vídeo (PS4)
> Desenho animado não lançado de Crash Bandicoot – Vídeo
> Humble Bundle Mobile com games da SNK para Android

 

Envie seus e-mails com sugestões, críticas e comentários para ouvinte@reloading.com.br

Siga o Reloading no Twitter @reloadingbr

Curta nossa página no Facebook http://facebook.com/reloadingbr

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Ou no iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/reloading-atualize-se-gamer!/id991994199?mt=2

Problemas para localizar o Reloading no seu aplicativo de podcasts? Em vez de buscar pelo nome tente usar o link no campo de busca => http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

 

Compartilhe:
  • http://negocafe.wordpress.com/ Nego Café

    opa, mais um podcast pra nego brincar com café!

  • Abel

    Obrigado pelo melhor podcast de games q eu já ouvi e por favor, continuem a fazer casts mais longos como no começo. Já conhecia o Bruno(sou super fã desse cara) e o Edu (por causa do sexta a meia noite q sou fã tmb) a algum tempo e gostei muito dessa fusão. Obrigado de novo e se precisarem de um novo integrante, podem contar comigo, rsrs. Abçs 😛

  • Maycon Cabegi

    Acompanho vocês desde o primeiro cast, mas acabo nunca comentando pois sempre ouço na segunda de manhã, quando estou voltando da casa da minha noiva, que mora a 200km da minha casa.. Ou seja, vocês são meus companheiros de viagem. Continuem sempre assim, vocês são ótimos, um forte abraço a todos.

  • Auridian

    Adoro um desafio, mas tem que ter um contexto ou até mesmo um escalonamento para tal. Assim como nos exercícios de algum livro de Cálculo, tenho uma certa satisfação ao resolver um problema (desafio) no jogo — zelda do snes que o diga.

    No entanto, minha tolerância com os jogos anda em um certo limite. Os jogos ultimamente estão parecendo com filmes ou séries de TV, quando vejo que estão enchendo linguiça eu paro — e principalmente quando o jogo faz isso através da dificuldade.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Completamente de acordo.

  • Guilherme Araujo

    Uma coisa que pensei que seria bacana de implementar no Reloading é comentar os comentarios saushuashau
    Tipo o que o pessoal falou do programa. Acho que isso incentiva a comentar, e é um interação no programa entre a gnt e vcs.

    • Wesley Rocha

      Quadro de e-mails sem e-mails! hahaha. Mas seria legal, principalmente nos dias que não tem tanta notícia.

  • Rafael_SBF

    Fala Reloaders!
    Tudo beleza?

    Primeiro fiquei muito feliz pois mencionaram o nome Bonanza Brothers no cast, foi o meu game preferido de mega drive junto com toe jam e earl e, só de lembrar fico feliz!! Adorava o som das risdinhas deles quando roubavam algo!

    Curti muito o joguinho de voces sim porem, voces poderiam elevar ele a um proximo nivel e fazer algo mais criativo ainda por exemplo:
    O mestre da tres dicas diferentes:
    Primeiro toca um sound effect, caso nao adivinhem toca uma voz de algum personagem do jogo e por ultimo toca uma musica de alguma parte do game!!
    Seria legal tentar adivinhar qual jogo seria pelos sons, musicas e coisas do tipo! Que voces acham??

    Por fim, curti bastante o tema sobre a dificuldade do Batman.
    Minha opiniao é o seguinte, dificuldade muito grande só é legal se tem a ver com jogabilidade. Games como f zero gx do game cube e a parte dos carros navinhas do Batletoads sao muito feras, pois voce se sente o fodao depois de masterizar algo que precisa de mega velocidade e habilidade no controle. Isso da uma imersao muitdo foda e parece que voce esta la dirigindo a parada.
    Agora, ficar coletando mil coisas e procurando pistas so para platinar um game? Putz, nao é comigo…

    Fico feliz que vocês pessam comentarios afinal, nós ouvintes nunca sabemos se voces gostam dessa proximidade que temos com voces de comentar nos seus posts do face e em outras redes sociais pois, pelo fato de estarmos sempre ouvindo o cast nos sentimos meio “brothers” da equipe e acho bem legal que voces curtam essa interacao!
    Valeu galera!

    Abracos e ate semana que vem!

  • Roger Vincoletto

    Acho que o rolo entre Kojima e Konami tem a ver com grana e demora no desenvolvimento dos jogos. MGS4 por mais que seja fantástico, vendeu 6 milhões de unidades. Isso é MUITO, porém bem abaixo de cifras como COD e GTA. E o custo de desenvolvimento deve ser monstruosamente alto. E tivemos apena sum MGS na geração PS3, ou seja, não foi possível diluir os custos de desenvolvimento em uma continuação. E o MGS5 deve estar custando os tubos de grana e no fim deverá vender entre 4-6 milhões de unidades. A Konami deve estar se saco cheio porque quer mais jogos e com um custo menor de desenvolvimento.

    • Felipe Mesquita

      É o que eu acho também. Todo mundo sabe como o Kojima é perfeccionista e não poupa esforços (e dinheiro) pra entregar a visão dele. Só não acho que da pra comparar com CoD e GTA. São mercados e ciclos de desenvolvimento muito diferentes, Activision e Take-Two tem muito mais dinheiro e recursos que a Konami.

      Já em relação as vendas, acredito que o MGSV vai vender mais do que 4-6milhões de copias. Diferentemente do IV que só saiu no PS3 esse vai ser lançado em 5 plataformas diferentes (PS4, PS3, XOne, X360 e PC) o que da uma base instalada enorme pra potenciais vendas.

      • Roger Vincoletto

        Verdade, concordo com você as vendas devem ser maiores devido a ser release pra tudo que é plataforma. Mas vou da rum chute… não passa de 8 milhões de cópias. Isso é coisa pacas, mas me pergunto até que ponto suficiente pra cobrir o custo de um projeto de tantos anos, em tantas plataformas. Um COD custa BEM menos e vende BEM mais.

        • Felipe Mesquita

          Mas custa bem menos mesmo cara? Os custos dos CoD Modern Warfare giraram sempre em torno de 150-200 milhões, sendo que a muito desse dinheiro vai pra ações de marketing. Lembro quando Metal Gear IV foi lançado alguns portais falaram que o jogo tinha custado 60 milhões de dólares, mas reps da Konami desmentiram a informação e falaram que foi bem menos que isso.

          E como já falei, a Activision tem bem mais recursos do que a Konami, mas muito mais mesmo. Sempre que um CoD está em produção, se tem o estúdio principal e mais uns 3 ou 4 estúdios internos da própria Activision trabalhando no jogo.

          • Roger Vincoletto

            Cara duvido que esse novo MGS esteja custando menos que, pelo menos, 100 milhões de dólares, sem marketing. É MUITO tempo de desenvolvimento, criaram uma engine nova até. E sim, a Konami não tem tantos recursos. E COD gasta tudo isso mas acho que a maior parte é em marketing. Eles desenvolvem o jogo em 2-3 anos, a engine é a mesma desde eternamente. ENtão sim, não tenho números para provar, mas acho que esse MGS5 irá custar bem mais que um COD (custo sem marketing), e acho que esse pode ser o grande imbróglio do rolo com o Kojima. Ele quer gastar um COD em um jogo que irá provavelmente vender metade de um COD

            • Felipe Mesquita

              Mas não dá pra avaliar o custo sem marketing cara. As vendas estão diretamente relacionadas com essas táticas de divulgação, a empresa gasta muito dinheiro com marketing e esse é um dos motivos pra vender tanto. E as engines do CoD não são as mesmas sempre, a cada jogo são adicionadas novas features. CoD4 usava a engine IW3 e hoje já estão na IW6, sem falar que toda a série Black Ops tem uma versão muito modificada da IW engine. E a FOX Engine não foi feita unica e exclusivamente pro MGSV, é uma engine proprietária da Konami que já vem sendo usada na série PES desde 2013.

              Eu concordo que o Kojima provavelmente gastou muito dinheiro e também a paciência da Konami nos ultimos 7 anos, mas o tempo de desenvolvimento não significa que esse jogo vai chegar 100 milhões de dólares, ainda mais sem custos de marketing. Isso seriam números dos jogos mais caros de todos os tempos, e a Konami não tem esse dinheiro todo. E continuo batendo na tecla que não tem como comparar CoD e Metal Gear. A Konami não tem nem como fazer algo do sucesso de Call Of Duty nos moldes atuais. Não é fácil acertar em uma franquia como CoD e Assasins Creed que tem potencial pra ser anualizada , ter os recursos pra realiza-la e ainda vender monstruosamente bem.

              • Roger Vincoletto

                Cara como assim não dá pra avaliar custo sem marketing? Não dá para avaliar VENDAS sem marketing, ou seja, COD venderia provavelmente bem menos sem as ações de marketing, mas o custo para fazer o jogo seria o mesmo.
                Enfim, acho que esses números nunca seriam divulgados, mas acredito sim que o ciclo de desenvolvimento do MGS5, sem marketing, pode sim chegar a 100 milhões, com a criação da engine e o elevadissimo tempo de desenvolvimento. Se levar em consideração número de pessoas trabalhando no jogo, tempo de desenvolvimento e salário médio, você já chega em números bem altos.

                • Álvaro Figueiredo

                  O fato do MGS V Phantom Pain sair em 5 plataformas e ser cross-gen (PS3, PS4, X360, XONE e PC) já dá indícios que vai vender bem mais que o MGS IV, por exemplo. Acho que não dá comparar com MGS IV, que até hoje é exclusivo de PS3. Eu chuto, no mínimo, mais de 10 milhões de cópias em vendas.

                • Felipe Mesquita

                  Mas o seu propósito de avaliar o custo não é exatamente relaciona-lo com as vendas? Foi o que você disse nessa comparação do MGS com CoD. Se for avaliar sucesso e impacto de um jogo, o custo levado em conta tem que ser total, incluindo marketing. E eu já falei, a engine não foi criada só pra esse jogo. Ao final desse ano ela já vai ter sido utilizada em 5 projetos diferentes já no mercado , e o custo dela tem que ser diluído entre eles. O jogo custou muito com certeza, só acho 100 milhões só de desenvolvimento um possível exagero.

                  Enfim, essa é realmente uma discussão muito interessante. Muita gente enxerga todas as publishers sendo como uma EA, Ubisoft,Take-Two ou Activision mas na verdade é bem longe disso. O problema é como você falou, as empresas não são muito abertas em relação a esses custos, o que dificulta um pouco do consumidor ficar a parte desse ciclo todo.

                  • Roger Vincoletto

                    Felipe, acho que voce ja deve ter visto, mas o custo com MGS5 tá em 80 milhões de dólares.. mas não sei se conta aí a nova engine..

                    http://m.uk.ign.com/articles/2015/08/03/new-article-about-konami-suggests-grim-situation-at-company

                    • Felipe Mesquita

                      Eu vi, lembrei de você na hora hahaha. É foda que a original ta em japonês né, mas tem gente falando que esse custo ai é do projeto todo, com ações de marketing desde 2012 e inclusive o desenvolvimento do Ground Zeroes e da Fox Engine. De qualquer forma é muito dinheiro.

              • Roger Vincoletto

                Um link interessante, apesar de ser da wikipedia que todos nós sabemos que é tudo mentira hehehe.

                https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_most_expensive_video_games_to_develop

                Li um artigo interesante no Kotaku também. Vale a pena ver principalmente os jogos que separa desenvolvimento de marketing. Hoje um grande jogo, sem marketing, já está na casa de 30-50 milhões. Some a isso o desenvolvimento d euma engine de ultima geração, do zero, e o fato que esse jogo deve tar em desenvolvimento a uns 6-7 anos.

                Boa discussão, vale a pena destacar esse assunto em um reloading no futuro. Abraço, e novamente, parabens pelo programa, virou obrigatório pra mim!

    • Auridian

      Isso é o mais provável, mas eu acredito que os motivos foram ainda mais obscuros. Com toda a treta rolando com uma das personagens do jogo (uma personagem que tem um histórico de estupro), acho que já houve uma separação prévia — entre a empresa e o idealizador do jogo — com o medo do que esses temas controversos possam vir a gerar.

      Afinal, estamos em uma epóca em que empresas perdem (ou podem perder) muito dinheiro e até pessoas serem demitidas quando certos temas entram em pauta (racismo, representação da mulher, homofobia, entre tantos). Hoje em dia a opinião pública pode causar muito mais desgaste a uma empresa do que a tempos atrás, e o que não anda faltando são guerreiros de teclado.

      Por isso acho que se o jogo for bem recebido, o Kojima & Konami podem dizer que foi uma espécie de trollagem e viverem felizes e juntinhos para sempre. Se não, ambos lavam as mãos e saem ganhando ainda assim apesar de tudo.

  • Roger Vincoletto

    Sobre o mercado de ações, o lance é que as empresas são avaliadas pelo que elas SERÃO NO FUTURO e não pelo que são hoje. O valor das ações da apple é sobre o que a empresa é hoje claro, mas porque todo mundo acha que ela será maior ainda no futuro e isso é colocado no preço das ações de hoje. Quando a empresa não bate a meta de vendas oficial (que é sempre menor que o que os analistas tem na cabeça como meta) isso gera nos analistas uma noção que talvez no futuro ela não se torne tão monstruosamente gigante quando maginariam. Apenas um pouco menor. E aí as ações caem, novamente, porque elas são precificadas com base no futuro. Mas no fundo é uma coisa de gente maluca mesmo hahaha

  • Chris Polifônico

    Também não sei se faço parte da trupe dos “old gamers” (ou noobs mesmo)… mas acho que ranking em certos jogos (ou 3 estrelas, porcentagem e etc) só servem pra tirar o sabor da vitória de se ter passado alguma fase difícil… pois mesmo depois de superada, o jogo esfrega na sua cara que que “você poderia ter feito melhor” rs.
    Em uma fase ou outra, até vai… mas em jogos de 1000 horas onde CADA fase tem uma porcentagem, do meio do jogo pra frente vc só quer saber de terminar… já nem liga mais pra isso. Fica puto com o jogo hehehe

  • RodrigoDB

    Quem editou esse podcast? Seja lá quem for, muito obrigado por alegrar meu dia com a trilha do SSBB.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      De nada! o/

  • Márvio

    Uma sugestão para discussões em episódios futuros:

    Nós jogadores sempre reclamamos que não há inovação nos jogos e que é a mesma coisa sendo replicada e lançada todo ano. Que as produtoras engessam programadores limitando sua criatividade e com medo de ousar. Mas isto não seria simplesmente por que o próprio jogador quer assim? Acho que o que demonstra este sentimento são os Kickstarters que fizeram sucesso recentemente que emulam experiências que o jogador já teve e apenas desejam mais do mesmo.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Boa sugestão.

  • Darth Paul Poor Traaais

    É rapaz, esse negócio do 100% obrigatório e dos exageros nos desafios RA’s no Batman: AK colocaram uma mancha na série. Eu corri atrás dos 100% pra não rolar um arrependimento de “nadar, nadar e morrer na praia” mas ainda sim tive momentos tensos no jogo. Eles acertam e erram na mesma proporção; Colocam tudo o que gostamos nos Asylum e City, maior e melhor, só que perdem a mão e exageram.
    Mas poderia ser pior. Como o multiplayer do Origins…
    Curti o jogo, por causa dos acertos, mas houve momentos – na campanha principal mesmo! – que rolou aquela vontade de jogar o controle na TV. Ainda fico com o City como melhor game ever do Batman, seja por sua história, mecânicas e desafios.

  • Guilherme Araujo

    Cara eu escuto no trabalho(a noite), quando chego em casa esqueço de comentar.
    Sobre o kickstarter eu iria comentar que quando o projeto tem fundos “próprios” como o Shenmue por exemplo, é meio tenso o cara ficar aumentando as metas só para colocar conteúdo extra, se alguém já vai financiar apenas coloque a meta para testar a popularidade ou sei lá e deu, sem aquele papo de “se não atingir não vai ter tal coisa”, serio que a sony não daria esse dinheiro para fazer o jogo em mundo aberto? para mim foi só uma maneira de tirar mais dinheiro. Estou usando Shenmue como ex, ele não é o único e como FF7 ele é um sonho sem preço, mas é tbm um negocio para as empresas e tem que ser tratado com muito cuidado. Sobre jogo que força a dificuldade , ele acaba ajudando no fator de prolongar um jogo, ja que antigamente os jogos eram curtos e a gnt era sem grana para comprar vários(excluindo o Bruno), logo antigamente era valido(Alex Kidd e Ghosts’n Goblins). Hj ja conseguimos preencher esse fator de longevidade dos jogos, deixar um jogo difícil sem ele se propor é usar um fator antigo maquiado de hardcore para prolongar o gameplay. Senti falta do tema da semana, poderia ter o jogo de adivinhar e o tema. Foi mal pelo textão, fica pelos últimos casts.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Justíssimo. Repito o que respondi pro amigo abaixo.

      A propósito, Ghouls’n Ghosts é outro exemplo de um dos games mais safados de todos os tempos, hehehe. Mesmo sendo um game legal.

      Outro que me recordo de ser estupidamente difícil era o Comix Zone. Um jogo bom em todos os aspectos, desde o conceito, passando por música, gráficos e tudo mais. O problema é que ele ficou queimado por essa dificuldade exagerada. Agora, não me lembro se chega a ser sacana. Tá aí uma boa, vou rejogar essa semana pra conferir.

      • Rafael_SBF

        Comix Zone era foda!!
        Um dos ultimos jogos do Genesis mas, fechou o console com chave de ouro!

  • Arlorf

    Gosto de jogos difíceis, desde que sejam justos. A dificuldade forçada é que incomoda. Apesar disso, cada vez mais prefiro jogar games menores como Journey, Braid, Bastion, Guacamelee, Axiom Verge, Ori, Shovel Knight.

    Gosto dos jogos AAA, mas alguns deles exigem muito tempo. Hoje em dia, em razão da falta de tempo, prefiro evitar as missões repetitivas.

    No início da geração PS3, eu ainda platinava os jogos. Depois de um tempo, percebi que estava perdendo muito com isso e deixando de aproveitar realmente outros jogos.

    Hoje em dia, foco na diversão. Caso esteja achando repetitivo, termino apenas as missões principais do jogo.

    Prefiro jogar com calma as partes que me interessam, do que com pressa as missões repetitivas apenas para completar tudo do jogo.

    Da mesma forma que um colega afirmou em outro post, eu também desapeguei.

    PS.: acho que o pessoal dos comentários desapareceu por um tempo com medo de descobrir quem era o Arkham Knight, da mesma forma que o Edu disse que não voltaria aqui até terminar o jogo. Pelo menos naquele episódio, eu nem entrei no site com o mesmo receio. Vai que soltam um spoiler aqui…

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Totalmente de acordo. A dificuldade tem que ser honesta. Tu citou excelentes games como exemplos. Guacamelee, por exemplo, naquele pedaço que você tem que subir pra pegar uma peça da máscara. O negócio é difícil e exige que vc utilize toda a habilidade que desenvolveu durante o game.

      O que me irrita é ver saudosistas insistindo em dizer que os jogos de hoje não tem dificuldade baseando-se apenas no antigo modelo Arcade de vidas + tentativa/erro + sacanagem do programador. Eu meio que senti isso no Batman com as charadas e os desafios AR. E o pior é que agora estou me sentindo obrigado a procurar todos, sentindo que estou devendo ao jogo, sabe? No Batman só faltou ter vidas.

      Aliás, não sei se no Arkham Knight tem, mas me lembro que no Origins tinha um modo chamado I am the Night, depois que tu termina o New Game+. Nesse você joga o New Game+ novamente e não pode morrer, se não já era, volta tudo do zero. Eu chamo de “modo masoquista”.

      • Roger Vincoletto

        Vou começar o Batman agora. Só pra ue entender, você é OBRIGADO a fazer os chatíssimos desafios do charada ou continua sendo opcional? A propósito, no Arkham Asylum (melhor da série e quem discordar é louco hahaha) os desafios eram show de bola, mas no Arkham City já ficou zuado e exagerado.

        • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

          Você é obrigado se quiser ver o final completo. Pro final normal tem que fazer a maioria dos sidequests, mas o final completo só com 100%. E é bem diferente.

          • Roger Vincoletto

            Ah tá, menos mal, achei que era necessário para avançar no jogo. De qualquer forma é ridículo ter que fazer isso para ver o final verdadeiro. Eu ainda discordaria, mas faria mais sentido um final verdadeiro só ser acessível em modo hard ou algo assim. Acho que vou terminar normal e ver o final verdadeiro apenas pelo youtube.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Justíssimo. Repito o que respondi pro amigo abaixo.

      A propósito, Ghouls’n Ghosts é outro exemplo de um dos games mais safados de todos os tempos, hehehe. Mesmo sendo um game legal.

      Outro que me recordo de ser estupidamente difícil era o Comix Zone. Um jogo bom em todos os aspectos, desde o conceito, passando por música, gráficos e tudo mais. O problema é que ele ficou queimado por essa dificuldade exagerada. Agora, não me lembro se chega a ser sacana. Tá aí uma boa, vou rejogar essa semana pra conferir.

  • Tiago Miguel

    Para mim a beleza dos jogos difíceis está na percepção de que você está melhorando cada vez mais. Por exemplo, eu estava jogando Super Castlevania 4 e dá muita satisfação quando você mata um chefe depois de várias tentativas. Hoje em dia os jogos são cheios de elementos de RPG e você não se sente mais habilidoso no final. Quem melhorou foi o personagem e não o jogador. Castlevania 4 propõe um desafio honesto ao jogador, assim como Mega Man, são jogos que sabem se manter desafiadores sem serem injustos ou frustrantes.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Perfeito. Mas hoje ainda tem jogos que te fazem se sentir habilidoso também, principalmente entre os indies. O que já vi nego reclamar bastante é hoje praticamente não existir mais o esquema de “vidas” nos jogos, e eu acho excelente. “Vidas” foi um sistema inventado pra arrancar dinheiro da galera que jogava Arcade e não fazia sentido ter partido pros consoles, se tu for parar pra pensar. A não ser que fosse pra induzir essa “dificuldade” forçada que citei no programa. Mesmo tendo sido característica de uma época, não vejo motivo pra se indignar por não existir mais hoje, como muitos amigos mais saudosistas.

  • Aurélio Dantas

    Muito bom o programa, mas os senhores precisam falar mais mal da Nintendo para eu reclamar aqui nos comentários, se não tacam o pau nela, eu fico muito sem o que falar! Concordo com o chapa @JavaPauloMG:disqus que todo os membros do Reloading deveriam fazer uma revezamento no joguinho que deveria ser semanal!

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Na próxima a gente inverte o gênio.

  • Schmidt

    Essa da CAPCOM é uma safadeza descarada!!!! Vendem o jogo fullprice todo capado e depois ficam cobrando por roupinhas, personagens etc….vão se lascar bonito, a galera não vai cair nessa e as vendas serão ridículas e se continuarem a insistir nesses modelos pilantras iram quebrar!!!!!

    • Felipe Mesquita

      Então cara, a discussão dessa semana foi exatamente que eles estão mudando as práticas de DLC e estão se tornando um pouco mais justos e criando um modelo bem interestante para os jogos de luta.

      • Schmidt

        Não acho que seja mais justo, pra mim é a mesma safadeza de um jeito diferente.

        • Felipe Mesquita

          Não sei cara, só de não ter aquela palhaçada de versões ”super, ultra, mega” e tals já acho menos safadeza da parte deles. E se os DLC’s podem ser obtidos sem custo nenhum, através de gameplay, me parece um approach diferente por parte da Capcom. Mas o veredito mesmo só quando sair ano que vem né

          • Schmidt

            Vamos ver neh, ta com cara de safadeza oculta.

            • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

              Tá foda de recuperar a moral da Capcom com todos esses anos de DLCs e versões ultra mega blaster championship turbo, hehehe.

              • Schmidt

                Lembrei do famigerado DLC do “final verdadeiro” de Asura’s Wrath……essa Capcom é uma safadenha!!

  • Wesley Rocha

    @Edu_Aurrai:disqus, @FelipeMGM:disqus e Bruno Carvalho eu quero uma edição semanal com o game de adivinhação! hahahaha

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Pessoal está realmente levando a sério a ideia dos Reloadings de três horas, hehehehe.

      • Wesley Rocha

        Não precisa ser programa de 3 horas não, basta gravarem(como se fosse muito fácil gravar e editar) uns 10 programas só com adivinhações e vai lançando num dia diferente do reloading de notícias. hahaha!

  • Luciano Naraki

    Batman tinha tudo pra ser o jogo do ano mas…..sabe aquele personagem escolinha do Professor Raimundo, seu Sandoval Quaresma, interpretado pelo saudoso Brandão Filho? Mas eu estava indo tão bem!

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Pode crer, ótima analogia, Hahaha

  • Leonardo Alves

    #CalmaEdu cade o Hipster modinha calmo que todos nós gostamos? kkkkkkk

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Já tô calmo, rs.

      • Leonardo Alves

        Aeeee rsrs, ansioso pelo próximo episodio. Continuem com o ótimo trabalho que vocês estão fazendo no reloading. Vou comentar mais nos posts de vocês daqui para frente.

  • Fernando Turatti

    Caso a capcom não cobre e nem faça exigências muito absurdas pelos personagens, está tudo tranquilo.
    Eu comprei um jogo deles esse ano(resident evil revelations 2) e na campanha principal até onde pude notar, não tinha nada de micro transação. Nadinha. E de brinde com a compra do game, vem o modo raide, que é bem legalzinho pra quem curte a ação e não o terror. Nesse modo sim da pra comprar algumas coisas, mas o jogo é bem honesto, dá pra jogar sem NENHUM problema sem pagar nada a mais. Eu até gostaria de jogar com a Claire vestida de cowgirl, mas era pedir muito por um jogo que me custou 47 reais ao todo né? :p

  • Wesley Rocha

    @Edu_Aurrai:disqus estou gostando dessas pequenas virgulas sonoras, dão uma vida a mais para o programa. Reloading ouvindo os fãs!!!

  • Anderson Cardoso

    Bom, ouvi ontem comento hoje vamos ver se me lembro de tudo o que foi dito.

    Sobre o bateman (fia das puta) antes do novo jogo chegar eu rejoguei os 2 primeiros AA e o AC e platinei ambos no PC…só pra lembrar assim saca? até chegar o jogo. Até onde joguei o AK eu adorei ter várias missões secundárias/terciárias e tudo mais, não me importo nenhum pouco mesmo de ter essas coisas no jogo porque convenhamos o game não é difícil (razão pela qual eu já começo no hard) e se seguir até o final ignorando essas missões tu zera super rápido de um dia pro outro praticamente.

    Levando isto em conta dou graças a deus por ter tanta coisa pra fazer no game e depois quando ejoar vou pro final! Isto posto discordo quando falam que este tipo de feature é
    dispensavel, claro levando em consideração o novo game eu preferia muito que as missões não fossem 100% focadas no batmóvel o que me parece ser só isso ai sim eu concordo com a máxima que o jogo é sacal.

    A coisa que mais detestei no game foi isso aliás.

    Um questionamento sobre o Humble Bundle como fazem para parear algum controle bluetooth no android ? estou querendo pegar esse bundle ai mais porque tenho tablet dai acho que vai ficar bacana jogar nele, mas nunca vi ninguém afirmar que o controle realmente funciona.

    Muito legal ter a ter a Triforce brasileira das noticias pró gamer no ar sempre cedo por favor quando possivel façam sempre.

    #CalmaEdu . #Reloading4Ever . #TamoJuntoBruno . #ChupaJurandir . #99VidasAfter

    Abçs!!

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      As side quests são maneiras, tem uma do Charada, inclusive, que por mim seria o suficiente pra fechar o final 100%. Por mim, os trophies já encheram.

      Eu uso um joystick de play 3 no Android com um app chamado Sixaxis Controler. Não sei quanto está agora, mas paguei cerca de dez pratas há uns três anos atrás. Você compra ele no Play e baixa outro programinha no PC que tu usa pra parear. O Sixaxis do Android te dá o endereço bluetooth, aí tu pluga o controle no PC e pareia. Depois é só conectar com o Android. Funciona legal. O problema é que se for usar o controle no PS de novo ou no PC, tem que parear novamente.

      • Anderson Cardoso

        Uia! testei aqui funciona mesmo, mas não muito bem, nem todos os botões são reconhecidos mas com o adaptador com fio mesmo deve dar ainda bem pensei ter jogado dinheiro no lixo porque de inicio não funcionou fiquei puto!

        Valeu a dica.
        😀

        • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

          Dependendo do que tu for jogar (emuladores e alguns jogos) dá pra mapear os botões. =)

        • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

          No próprio aplicativo tem uma opção de mapeamento lá em preferências.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Saca só.

  • João Paulo Simões

    O programa está show… e a proposito… o gamer akinator tem que ter em todos os programas e sempre bacana ver os participantes perdidos no game, só que eu faria diferente, a cada programa um de vocês deviam fazer o papel do gênio…

    Parabéns pelo programa… Continuem sempre assim…

    P.S: Também estou velho demais para esses desafios minúsculos nos jogos, me libertei dessa obrigação de platinar, acho que quando se perde um save se aprende o desapego, me ligo hoje em dia na historia, na jornada, na diversão…

    • Arlorf

      Concordo. Deveria ser rotativo o papel de quem sabe o jogo. Quanto mais desse “Qual é o jogo?”, melhor. Me divirto tentando adivinhar com vocês.

  • http://www.betimnotebook.com.br Widson Pumarega

    Já to comentando para não dar problema… Realmente a ‘Bátema’ de enfiar goela a baixo esses desafios foi falta de coesão da WB e da Rocksteady. O lance de adivinhas os games e nunca acerto. Parabéns equipe reloading e continuem assim. Aguardando mais um cast de 3 horas!!!

  • Luan Alves Neves

    Deixando o comentário da semana pra falar que eu devo ser muito geração play 2 (mesmo tendo começado pelo Super Nintendo) pra não adivinhar os jogos da vez. kkkk Mas só jogo atualmente no 3ds, então se não for da nintendo fica difícil pra mim.

    Quanto ao programa em si, acho que poderia ter as noticias, rapidinhas da semana, O 20 QUESTIONS, o tema da semana e pra terminar ainda o que vocês jogaram.

    ” Just do it! Don’t let your dreams be dreams.” (Shia Labeouf sobre o programa de 3 horas)

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Hehehehe

  • Robson Gonçalves

    Dúvida:

    Tem uma parte do Cast que toca uma música Noir, por volta dos 13 minutos. É de qual jogo!?

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Quase tu acerta. É o tema de L.A. Noir.

  • Robson Gonçalves

    Putz venho aqui algumas horas depois da saida do cast (adiantado.. não que seja algo ruim… muito pelo contrario), já temos até uma quantidade de comentários decente!

    Seu nervosismo deu resultado Edu! Força Bro! Tamo Junto!

    Farei minha parte aqui! ,,/

  • Luis Guilherme Lima

    Otimo programa, quero mais o jogo de adivinhação.
    PS: Só comentando para deixar o Edu feliz

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Obrigado ^^

  • Wilton Pahim

    Dessa vez fico feliz em começar esta mensagem dizendo “Bom Dia” meus caros: Bruno, Edu, Felipe e todos os ouvintes gamers do Reloading!

    Fiquei muito feliz em encontrar o programa logo cedo nesta sexta, até porque me da a oportunidade de falar o que achei dele sem esperar passar o final de semana por estar ocupado com os afazeres da casa e família. Dou os meus parabéns pela iniciativa e espero que este seja o 1º de muitos Reloadings a sairem mais cedo, se possível é claro.

    Quanto ao conteúdo do programa:

    Eu curti e muito o modo como a Capcom irá lidar com a questão de liberar novos personagem no novo Street Fighter 5 ser “totalmente” obrigatório comprar “dlc”, até porque não concordo com a idéia de lançarem o jogo informando que tera inúmeras dlcs compraveis de produtos que já estão nos discos pra daqui a 6 meses/1 ano lançarem a versão completa com mais contéudo ainda, as vezes até nos fazendo questionar se não é melhor aguardarmos e deixarmos pra comprar as famosas edições “game do ano” ou “definitive edition” pra ter 100% de aproveitamento do jogo.

    Sobre a novela “Kojima/Konami”, só tenho a dizer que se eles colocassem um segmento do Silent Hills no MG5 escondido no game eu iria bater palmas e glorificar de pé pela atitude com toda a certeza.

    Já mencionarem o Goat Simulator e o Surgeon Simulator com filmes trashs, me fez pensar que se vocês juntarem os games teremos o clássicos dos filmes de terror trashs “Re-Animator” como resultado final. Hehe…

    Quanto ao novo game do Batman (que estou jogando atualmente) realmente ter de fazer todos os “Ridles” do Charada para ver o final verdadeiro do game foi muita sacanagem, mas o game é tão bom que nem ligo muito sobre isso (deixando a minha opinião aqui é claro) e quando chegar ao final do game não ligo de procurar o “final verdadeiro” no youtube também não. To mais preocupado em esperar que lançem, um dia, uma versão “Arkham Collection” com os games anteriores pra jogar novamente agora no meu PS4.

    Enfim, parabéns por mais uma edição do programa e desejo um ótimo final de semana e excelente “próxima” semana a todos vocês meus amigos. Abraços…

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Pois é, bastante gente gostou do programa ter saído na quinta. Estamos pensando em jogar uma enquete pra galera.

  • Elisa Moraes

    #calmaEdu hahaha
    muito bom o cast, mas nao pulem o tema da semana, ‘e a melhor coisa do cast! 🙂

    Mas o joguinho tambem e divertido, por mim pode fazer os dois 😉

  • Phylipe Brocco

    Ouvir Reloading na hora do almoço. #calmaedu

  • brunomonte

    Primeira vez que comento aqui. Queria que tivesse os jogos de adivinhação com mais frequência, melhor que tema da semana hehe. Sobrea discussão do Batman as missões de realidade aumentada (pegar as estrelas) não é obrigatória e nem os trofeus do charada, vcs falaram como se fosse obrigado e não é. Mesmo se quiser ver o final verdadeiro as missões de realidade aumentada não é necessária também.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Salve, Bruno, blz?

      Pode ser que eu tenha me expressado mal, mas creio que comentei que os desafios AR não são obrigatórios. O que eu dizer dizer é que mesmo não sendo, eles ficam no mapa e te dão pontos de experiência. Ficam lá no mapa como se dissessem “olha aí, a estrelas estão vazias, não vai me completar não?”. E outra, eles tem uma tela específica com porcentagem dentro do jogo. Querendo ou não, acabou ficando integrado. Eu completei todos com três estrelas por conta disso.

  • Inacreditavel_Neo

    #calmaEdu

  • andrecatapan

    O programa tá muito bom. Eu nem me considero um “gamer”, jogo muito pouco, mas me divirto ouvindo vocês.

    Queria tirar apenas uma dúvida com os amigos aqui presentes: existe algum problema em ter duas contas da PSN no PS4? Eu tenho a Plus americana, mas com esse Dólar a quase R$ 4 vejo que muitas vezes o preço em Real compensa mais (quem diria, ein?)

    Abraços!

    • Tiago Medeiros

      Não tenho PS4, mas no PS3 aqui de casa eu tenho uma conta e meu irmão tem 2 [uma nacional e outra norte-americana] e é tranquilo.

      • Felipe Mesquita

        Da pra usar tranquilo mesmo. Minha Plus é americana mas vivo comprando jogo na loja brasileira por causa desses preços mais baixos. Eu já tive até conta japonesa e européia pra pegar uns jogos na Plus de la usando aqueles 30 dias gratis

        • andrecatapan

          Valeu! Acabei criando uma conta nova aqui e foi bem tranquilo. Obrigado pela ajuda!

          • Álvaro Figueiredo

            Não tem limite de contas, pelo que eu sei. Você pode ter uma conta por país, se quiser. É muito comum no Brasil as pessoas terem contas americana, portuguesa, japonesa etc., além da brasileira. Os preços dos jogos na PSN brasileira são muitas vezes melhores que a americana, incluindo a assinatura da Plus. Assim como a Steam brasileira é mais barata.

            • andrecatapan

              Cara, valeu!

              Só mais uma dúvida: atualmente sou assinante da PLUS americana. Caso resolva assinar apenas a plus brasileira os jogos que eu “ganhei” na americana ficam inacessíveis, certo?

              Abraços!

              • Álvaro Figueiredo

                Não tenho certeza, mas acho que sim, pois quando você deixa de assinar a Plus, perde automaticamente os jogos de graça. Não sei se tem como migrar da Plus US para a BR mantendo os jogos. Em geral, os jogos grátis da Plus BR são os mesmos da americana.

  • Luciano Bullock

    Edu, eu não quero esse jogo todo mês, uma vez por ano tá bom.

  • Caiometal

    Nesse caso do Project Cars é babaquice, nada disso é culpa do Wii u. Os caras falavam de todo o potencial do Wii u até ano passado e nesse ano começaram a cuspir um monte de merda, falando que os fãs da Nintendo são uma merda, fazendo pouco caso e tudo mais. Eu nem ia comprar o jogo mas a maneira como esses caras trataram os consumidores foi foda. Segue links dos caras.

    Novas e lindas imagens de project cars, que pode ser também multiplataforma
    http://www.neogaf.com/forum/showthread.php?t=448198
    (26 / 12 / 2011)

    Project CARS – Novos Detalhes para o uso do Controle do Wii U
    http://blogocio.eleconomista.es/ideas-para-aprovechar-el-mando-de-wii-u-en-project-cars-no-52745/
    (29 / 04 / 2012)

    Estúdio de Project Cars elogia as possibilidades do GamePad
    http://www.nowgamer.com/project-cars-wii-u-screams-innovation-gamepad-use-is-no-brainer/
    (19 / 03 / 2013)

    Chuva e alta velocidade no novo trailer de Project C.A.R.S. (Wii U)
    http://nintendoeverything.com/project-cars-wet-is-beautiful-trailer/
    (22 / 10 / 2012)

    Project C.A.R.S. “preenche um espaço” no Wii U e PC
    http://www.nintendolife.com/news/2013/06/project_cars_will_fill_a_space_on_wii_u
    (06 / 06 / 2013)

    Versão Wii U de Project C.A.R.S. não será “uma porcaria”
    http://www.eurogamer.pt/articles/2013-04-23-versao-wii-u-de-project-c-a-r-s-nao-sera-uma-porcaria
    (23 / 04 / 2013)

    Slighty Mad Studios diz que Project CARS será “a amostra do poder oculto que o Wii U tem”
    http://gamingbolt.com/project-cars-will-showcase-the-hidden-power-of-the-wii-u-slightly-mad-studios
    (07 / 01 / 2014)

    Desenvolvedor de Project CARS diz que o Wii U é mais do que capaz de fornecer potência ao game
    http://www.acasadocogumelo.com/2013/12/desenvolvedor-de-project-cars-diz-que-o.html
    (23 / 12 / 2013)

    Project Cars para Wii U com Sombreamento “multi-thread”
    http://www.cinemablend.com/games/Project-CARS-Wii-U-Features-Particle-Shadows-Multi-Threaded-Shadowing-59659.html
    (21 / 07 / 2013)

    [Atualizado] Project CARS: mais de 50% dos jogadores querem comprá-lo no Wii U
    http://www.gamergen.com/actualites/project-cars-plus-50-joueurs-comptent-acheter-wii-u-200962-1
    (02 / 04 / 2014)

    Project CARS “extremamente promissor” no Wii U
    http://nintendoeverything.com/project-cars-extremely-promising-on-wii-u/
    (18 / 01 / 2014)

    E pelo visto as vendas desse jogo num futuro console da nintendo será irrisória porque muita gente disse que vai boicotar a empresa depois desse episódio.

    Sobre Kojima, cada semana tem uma notícia nova, pqp. haha E olha, eu tenho quase certeza que o Kojima vai ficar de férias por um tempo e virar cineasta.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Pois é, também achei meio babaca da parte dos caras.

    • Fernando Turatti

      É aquela coisa: mentiram e fizeram pessoas doarem seu rico dinheiro em algo que não veio a existir.
      Basta ver um forza 4 no xbox 360 pra saber que dava pra fazer um jogo pra lá de avançado no wii u, já que o hardware desse é um bocado mais parrudo.

  • Anderson Cardoso

    Olha só!! Mais cedo muito bom, é isso ai, edita o 99vidas depois
    #ChupaJurandir
    #BrunoéHoCara
    #Reloadingéfoda

    Abçs!!

  • Snyder Safadão

    Primeira vez ouvindo isso. Vamo ver se vale o dado.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Fechou. Espero que tu curta. Se não gostar, desculpa aí.

      • Snyder Safadão

        É aquele cara do 9 vidas?

        Não gostei, não gostei.

        hehuehueuheuhhue

  • CG

    Edu, não fica nervoso não hauehuaehuahe
    #comentarioSobPressão

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Acho justo.

  • Rafael_SBF

    Caraca!!! Otima surpresa em Reloaders?