Reloading #031 – Developers, Slashers e BGS 2015

reloading-31

Nesse episódio, Bruno Carvalho, Edu Aurrai, Felipe Mesquita  e Cabral (QuByte) falaram sobre as vendas de Metal Gear Solid V, as microtransações de Destiny, as gafes da Imprensa gamer e a experiência da Brasil Game Show 2015 (BGS 2015).

Duração:  131 min

Comentados:
Halo 5: Launch Gameplay Trailer
Rocket League – Back to the Future™ Car Pack Teaser
Stats do Crowdfunding de Star Citizen
Kickstarter de Friday the 13th: The Game
Informações sobre o Beta de Overwatch
Alpha Fechado de DOOM
Fallout 4 – The Wanderer Trailer

Envie seus e-mails com sugestões, críticas e comentários para ouvinte@reloading.com.br

Siga o Reloading no Twitter @reloadingbr

Curta nossa página no Facebook http://facebook.com/reloadingbr

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Ou no iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/reloading-atualize-se-gamer!/id991994199?mt=2

Problemas para localizar o Reloading no seu aplicativo de podcasts? Em vez de buscar pelo nome tente usar o link no campo de busca => http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

 

Compartilhe:
  • Vanderson Sampaio Borges

    Imagina minha felicidade de encontrar o time do RELOADING na bgs ,trocar uma ideia com os caras ,jogar o jogo do 99 vidas com o próprio senhor Bruno Carvalho e ainda pegar o autografo no meu livro “Guerra dos consoles” do próprio e do senhor Edu Aurrai,só queria dizer aos amigos obrigado pela receptividade e continuem com este trabalho primoroso que vocês tem , pra min foi a grande revelação desse ano o podcast.

  • rodolphoal

    Seria assimétrico, não?

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Tem razão, confundimos a palavra.

  • brunomonte

    Ae pessoal do reloading, primeiro queria dar os parabéns pelo trabalho de vocês. Só que venho aqui fazer uma crítica a vocês, parece que todo cast fica sempre nas mesmas discussões, sempre tem as frases: “Ah sony ta ganhando no grito” (sony ta ganhando pq a maioria das pessoas querem jogar com seus amigos que já tem ps4, é isso. Com tanto third party nem dá tempo de sentir falta de exclusivos), “Tony Hawk é um lixo e Olioli é um dos melhores jogos do ano” (joguei e achei um lixo esse último, mas gosto é gosto hehe), sessões destiny da semana que ensairam falar mal sobre vender o msm jogo só com a DLC, mas depois pararam e agora é a melhor coisa do universo.

    Eu sei que as vezes n tem muita noticia da semana, mas poderia ter mais jogos de adivinhação ou algo do tipo, pra sair das msm coisas.

    Abraços

  • Arthur Ruiz

    Concordo plenamente com o Bruno, aquela tech demo do Kara é muito boa mesmo. Ainda mais que a atriz que fez o motion capture é lindissima.

  • Pablo Suarez

    Caros amigos, Gostaria de uma recomendação do nosso Bruno Carvalho, se ainda existe algum game bom de caças como nosso antigo e ilustríssimo
    Ace Combat! Saudades é foda!

    • Bruno Carvalho

      Igual Ace Combat 3, na minha opinião, não há, mas existem alguns jogos mais recentes da franquia e inclusive um Free-To-Play para PS3, Infinity Sky, se você não tiver acesso aos mais antigos.

  • Marcelo Fornazari

    Olá pessoal do Reloading.
    Gostaria de enviar uma pergunta para a equipe do cast, creio que para o Bruno Carvalho que é o colecionador do time 🙂

    O video game Neo Geo teve 2 consoles lançados, 1 com cartucho e outro com cd (acredito que para diminuir o custo dos jogos). A questão é: para cada console existe a mesma biblioteca de jogos ou cada um deles tem exclusivos? Outra dúvida é quanto ao controle no estilo arcade. Esse controle é nativo da versão com cartucho, mas ele é compatível com a versão cd?

    Outra sugestão seria colocar os usuários da Psn, Live e Nintendo 3DS (quem tem) aqui no site.

    Abraços para a equipe e até+

    • Bruno Carvalho

      Não, a biblioteca não é a mesma. Apesar de ambos terem os clássicos da SNK (Fatal Fury, Samurai Shodown, Sonic Wings, etc), a biblioteca do NGCD é menor pois não conta com os jogos KoF 200X, nem com os Metal Slugs pós-2, dentre outros produzidos no final dos anos 90 e nos 2000. O único jogo, relevante, que saiu em CD mas não para cartucho foi o Samurai Shodown RPG (JP).
      Sobre o controle Arcade, sim ele é compatível com o NGCD.
      Sobre as IDs, faremos uma seção no site para colocar esses detalhes. Obrigado pela sugestão.
      Um grande abraço!

  • Conde Ferreira

    Pessoal o cast é otimo! Mas esse é o único podcast que tenho dificuldades para ouvir pelo browser… mais alguém? Sempre travar, não dá para adiada… ruim isso… sempre tenho que baixar…

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      É uma maluquice quase sobrenatural, cara. Há tempos tentamos resolver. Pra uns rola perfeito, pra outros dá pau.

      • Conde Ferreira

        OK. vlw o retorno… vou baixado mesmo, sem problema, vocês vale a pena 🙂

  • Wilton Pahim

    Olá novamente amigos do Reloading e todos os ouvintes do cast! É muito bom poder reve-los novamente por aqui meu povo, e sobre o ultimo programa:

    Deixo aqui os meus parabéns a Konami pelas vendas do MGS 5, pois independente das escolhas da publisher nos ultimos tempos, deve ser dado o devido valor ao trabalho entregue.

    Quanto a realizarem preview de Uncharted 2 como se fosse o 4 (E COM CRITÍCAS AO JOGO POR SINAL) não a o que dizer além de: Estou rindo até agora sempre que lembre disso, hehe!!!

    Já sobre microtransações em Destiny, acho um dos maiores tiros no pé pra um game que cresceu tanto com o passar do tempo.

    O Beta Star Wars foi ótimo. Foi muito divertido poder jogar este game com toda a ambientação dos filmes antigos, me deixando assim numa incrível nostalgia e só por isso merece os meus parabéns mas infelizmente não os meus R$300,00 reais de custo.

    Fiquei extremente feliz (como grande fã de filmes de terror/horror/trash) com a noticia do Kickstarter do game da franquia Sexta Feira13 e principalmente com o apoio de membros criadores deste universo. Mas ao mesmo tempo que fico muito encomodado com a jogabilidade que eles pretendem empregar ao game, jogando o modo single player pro fundo do lago Crystal Lake. Espero que mudem isso no decorrer do processo do game, se não será uma pena mesmo.

    Ver as vendas alcançadas do belissímo Until Dawn, com possibilidade de uma continuação e o melhor: SEM O APOIO DE DIVULGAÇÃO DA SONY me de muito alegre mesmo. Com isso consigo ver o devido valor dado aos games de terror/horror e com grandes possibilidades pro futuro do genêro nos consoles atuais.

    Rocket league com Delorean jogável no game?! O que posso dizer?! Estarei esperando o lançamento desta dlc junto a chegada do Martin Macfly no dia 21/10 ao “futuro” essa semana com toda a certeza.

    Sobre a BGS 2015, não pude ir este ano infelizmente para conhece-los como gostaria de ter feito (mais sorte no próximo ano) mas deixo aqui os meus sinceros parabéns para todo o cast por toda cobertura e conquistas alcançadas no evento.

    Abraços para todos vocês meus amigos e até semana que vem! Valeu!

  • SmokeE3 .

    E o Bruno dizer que a Microsoft não vendeu mais que o PS4 pelo método adotado no início da geração, por causa dos anúncios feitos na E3 de 2013 é meio errado, já que quase tudo mudou antes mesmo de lançar o console, como a obrigação de jogar online, inclusão de Blu-ray e headset na caixa. O que pode ter feito vender menos, na minha opinião, é que nessa geração, a maioria das pessoas estavam muito mais cientes de que teriam que escolher uma só plataforma pra jogar online com seus amigos, e isso não era tão claro no começo da geração anterior. Mas aí concordo com o Bruno, se tudo o que a Microsoft fez esse ano, continua não vendendo mais do que o PS4, não há mais quase nada pra mudar esse cenário.
    E outra, Bloodborne > Halo 5.

  • SmokeE3 .

    Não é por nada não, mas acho que vocês poderiam falar menos de alguns jogos, toda semana tem notícias de uns games aí… sei que vocês podem alegar “ué mas são as notícias”, mas toda semana tem notícia de CoD, Battlefield ou outros jogos quaisquer.

    Sobre Allison Road, que foi dito “e quem já contribuiu e queria participar?” A produtora disse: “look at ways outside of Kickstarter that will allow [fans] to be involved in the game at a later date.”

  • Gabriel

    Caramba se o matchmaking do battlefront tava desbalanceado só se você nunca jogou um fps na vida por que 5 niveis e aqueles acessórios não faziam diferença nenhuma. hahaha’

  • Diego Gonçalves Teixeira

    Gostei muito da participação do Cabral, ele sempre levanta umas questões muito legais.

  • Francisco

    Parabéns ao editor, excelentes musicas!

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Obrigado, amigo!

  • Dcnauta Marvete

    Saudações, senhores.

    Já acompanho o Reloading há algum tempo, mas é a primeira vez que escrevo. Parabéns pelo excelente podcast.

    Considero a equipe afinada e o estilo bacana. A música da abertura é imbatível e o conhecimento gamístico dos podcasters é impressionante.

    Gostei muito do episódio 031 e só queria fazer duas observações, sem o intuito de criticar, mas apenas de auxiliar:

    1ª) Infelizmente, o áudio do convidado Cabral estava muito prejudicado; escuto o podcast no carro, mas, mesmo assim, eu não conseguia compreender a maior parte das palavras do convidado, infelizmente;

    2ª) No debate sobre as causas da derrota do Xone, senti falta da avaliação sobre o preço de lançamento de ambos os consoles… será que isso não influenciou também para a vitória do PS4?

    Um grande abraço e continuem com o ótimo trabalho.

    Valeu.

    • Cabral

      Opa @Dcnauta,

      Sim depois ouvindo o cast vi que esta bem ruim o meu áudio, mas prometo que comprarei um microfone/headset bacana e ai quando lançarmos o jogo do 99vidas e o pessoal do Reloading convidar novamente ficará bem melhor! 🙂

      []s

      • Dcnauta Marvete

        Obrigado pela atenção. Sou um dos colaboradores do 99vidas e confesso que fiquei exageradamente entusiasmado ao saber que o game vai sair para os consoles também. Já aproveito para parabenizar o amigo pelo trabalho que fará muita gente ainda mais feliz.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Bem colocado, sem dúvida que os preços, aliados à estratégia equivocada da MS, foram fatores que contribuíram para alavancada do Ps4. E valeu pelos toques, usarei no futuro para tentar melhorar.

      Forte abraço!

      • Dcnauta Marvete

        Eu que agradeço pela atenção dada aos ouvintes. Não sou de elogiar a toa. O Reloading é muito bom mesmo. Parabéns!

  • Almighty

    Achei bacana o Battlefront, divertido, SEM LAG nos servidores, mas vou esperar uma promoção e, talvez, comprar. Parece casual demais, dá a imnpressão que vou enjoar rápido. Me contento com o Battlefield 4.
    Vale mencionar que o vencedor das eliminatórias da Capcom Cup no Brasil foi o Keoma, um dos top players brasileiros. Já tive oportunidade de enfrentá-lo algumas vezes no online, e definitivamente, o cara é implacável. Segue um vídeo da minha luta “menos pior” contra ele (essa foi há alguns meses, hoje ele está MUITO melhor):
    https://www.youtube.com/watch?v=KhDUUUSN8gE

  • Louelson Costa

    Sobre as microtransações no WoW, tem sim o boost de personagem mas isso não afeta o jogo porque (não sei qual porque cabe aqui): você vai direto para o nível do começo da exp atual, ou seja, lvl 90 (agora). Na prox exp, que irá até o 110, o boost será até o lvl 100. Os itens que você ganha ao dar o boost são bem fracos, só pra vc não começar a jogar pelado.

    As outras microtransações são de montarias, pets (pokemons do WoW) ou elmos/armaduras cosméticas, ou seja, só mudam a aparência e não aumentam seus atributos.

    Não há no WoW (pelo menos até então) microntransações para comprar uma arma, armadura, ou qualquer tipo de vantagem sobre os outros jogadores.

    Vale lembrar que o jogo a cada, aproximadamente, dois anos tem uma nova exp (usualmente custando 100~150 reais) mas também precisa da mensalidade (que deve estar em torno de 20 reais). Também há a possibilidade de comprar o tempo de jogo com gold do próprio jogo, é um pouco salgado mas é uma alternativa pra quem quiser economizar.

  • Zeroum

    È curioso ver reações diversas a respeito de Battlefront. Tecnicamente, achei o melhor Beta de um game já lançado, mto pouco bug e conexão fluida, pelo menos pra mim. Sobre o desbalanceamento que o Bruno citou, acho que ele deveria ter jogado mais, pois no beta, vc consegue evoluir seu level maximo (que é 5, e não 6) em poucas horas, e comprar granada e sniper etc.

    A Dice já tinha avisado que seria um game com uma jogabilidade não tão complexa, para abranger a maior quantidade possível de jogadores. Sabendo disso, foi fácil pra mim aceitar a simplicidade do game e as mecânicas, como de PowerUPs, que obviamente servem para dar poder para qualquer player independente de seu level; Respaw quase imediato; Quem tem escudo, não atira; Três slots para equipamentos secundários, o seja, vc não fica limitado a uma classe “engenheiro” “assault” etc, vc desbloqueia equipamento e equipa dentro do limite de slots. Se vc quiser ter Sniper e granada equipado, não poderá ter jetpack, e isso é balanceamento foda.

    No mapa de Hoth se vc for Rebelde, é bom ter um time que se preocupe em fazer o objetivo, do contrario é morte certa. Mta gente achou isso ruim, mas eu achei fantástico. Até porque, no filme, os rebeldes perdem, e para vc mudar a estoria, achei interessante q fosse mais difícil. E minha experiencia foi mto boa, pois estava em um team mais unido, q se organizava melhor nos objetivos. E kra é mto gratificante derrubar as ATATs com a galera e usar Darth Vader ou Luke. Foda!

    No geral, me surpreendeu positivamente a simplicidade e leveza do game, joguei no PS4 e PC. Achei melhor no PC, tanto jogabilidade quanto o online, e não esperava por isso, também. E joguem com os amiguinhos! Que chegue 17 de novembro, estarei lá, com meu blaster no PC! Parabéns equipe Reloading a mais um cast! Um abraço!

  • Márvio

    Me incomoda bastante quando ficam comparando números de filmes com o de jogos. Pensem que arrecadando 200 milhões, um filme ainda tem muito dinheiro para fazer, como vendas digitais, licenças para serviços de streaming e licenças para redes de TV. Ou seja, ele ainda vai lucrar mesmo passando anos de seu lançamento. Agora coloquem o mesmo parâmetro para jogos, em que eles TÊM que lucrar nas primeiras semanas, pois depois disto é só ladeira abaixo. Não existe um meio de revenda em que o produtor daquele conteúdo continuará lucrando. Pensem sempre nisto ao fazer este tipo de comparação.

    • Felipe Mesquita

      Calma cara, foi só mais a titulo de curiosidade. Não foi uma analise fria e calculista das mídias nem nada, só foi mencionado pq saiu assim em vários portais incluindo a fonte original dos dados.

      • Márvio

        Eu estou calmo Felipe 🙂 Mas é que sempre vejo este tipo de comparação na mídia que cobre video games, mas nunca é feita uma reflexão sobre o que esses números realmente significam.

  • JamianGold

    Não tem vídeo do Reloading na BGS? T.T

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Nem teve. Tem umas fotos por aí, rs.

  • Robson Gonçalves

    Pra quem não pegou… não conseguiu ouvir sei lá!

    Toma ai:

    https://www.youtube.com/watch?v=VVOFibwVMw0

    Caiu uma lágrima 😀

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Essa abertura é excelente até hoje! =D

    • Dcnauta Marvete

      Eu não conhecia. Música fascinante. Lembrei das trilhas de Ennio Morricone. Deu um arrepio nos logo no início. Herdei do meu pai, que faleceu cedo e era o maior fã de Western, o CD “o Melhor do Bang Bang à italiana”, de maneira que esse tipo de música ainda mexe muito comigo, mesmo quando é apenas semelhante (ou, quem sabe, uma referência?) à obra do velho mestre. Já está nos meus favoritos. Grande abraço.

      • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

        Não só essa música, mas boa parte da trilha do primeiro Wild Arms soa como influenciada diretamente pelo Morricone. Aconselho fortemente tu pegar pra ouvir, é muito boa.

  • Caiometal

    Olha, não concordo com isso de que a arrecadação é comparável com bilheteria. Até porque os valores de um são bem mais caros que o outro, chegando a uns 50 dólares de diferença.
    Btw, um artigo da Polygon comentando sobre o que foi dito pelos sites: http://www.polygon.com/2015/10/15/9539073/metal-gear-avengers-opening-day-stop-it

    Também espero que saia um novo jogo da Quantic Dream nessa PGW.

    Em relação a Xbox, eu já tive o 360, não pretendo ter o Xone mas admito que é o melhor console no mercado com o melhor controle, melhor loja online e tal. Mas os exclusivos não me contagiam, ao contrário de Sony e Nintendo que os exclusivos me fazem comprar os consoles.
    Sobre vendas, acredito piamente que a Sony fica a frente com uma margem alta sobre o Xone e se a Nintendo não trocasse de console, acredito que o Wii U ficaria uns 5 milhões atrás do Xone na perspectiva atual.

    Concordo com Bruno sobre o público gamer também. A maioria das pessoas que compram consoles sequer acompanham essa indústria por dentro. Eu mesmo só entrei de cara nesse ano, antes só acompanhava algumas notícias e de vez em quando.
    Isso de exclusivo no cenário atual acho que só funciona com o Wii U porque vários exclusivos vendem muito bem pra base instalada enquanto os third parties não vendem nada, embora os indies vendem muito bem e estão bem apoiados, inclusive com o Shovel Knight tendo a maior base nas plataformas nintendo (3ds/wii u) com 50%.

    BGS na minha opinião virou um evento de encontrar youtuber porque a maior parte é daquele público de interesse. Infelizmente nunca veremos grandes anúncios no evento como na E3, Gamescom ou TGS, tanto que não há nada pra cobrir já que tudo de notícia saiu nessas feiras anteriores e o que estava lá já foi disponível antes. O evento em si foi o mais organizado pra mim mas o mais fraco.
    Sem falar nos indies que ficavam lá longe em barracas e praticamente escondidos e tinham que pagar muito. E provavelmente por isso os grandes desenvolvedores do brasil não devem ter ido já que com o dinheiro disso daria pra fazer mais etapas dos jogos.
    Mas enfim, essa é a minha visão. Acho válido o evento, ficou mais organizado, bonito mas não há nada pra cobrir ou de novo e vira mais uma coisa de experiência do que propriamente anúncios e acho que nunca chegará perto das três maiores, até porque as três tem as publishers e desenvolvedoras mais poderosas do mundo.

    Ah, sobre Life is Strange, também AMEI. Um dos melhores jogos e já um dos meus prediletos. Pra mim um dos melhores jogos do ano.

    • Dcnauta Marvete

      Puxa, cara. Segui o caminho oposto. Eu tive todos os PlayStations, mas comprei o Xone no início do ano.

      Na época, dois motivos me fizeram comprar o console da MS: a) recomendação de amigos; b) vi que a Microsoft estava investindo no Brasil (sei que isso é babaquice, mas acabo dando preferência a quem investe no meu país).

      Mas, considerando que nunca jogo online, muito menos com os amigos (sou velho, tenho pouco tempo pra jogar e mal consigo terminar as campanhas dos games, pois muitos estão na fila há bastante tempo, muito menos combinar um horário para jogar com a galera), e diante das promessas da Sony para 2016, estou muito tentado a pegar um PS4 para o próximo ano.

      Valeu.

  • IsraelArraes

    Vou baixei.