Reloading #048 – É Fogo Não Poder Mais Assistir Trailers de Jogos

reloading-48

Nesse episódio, Bruno Carvalho, Edu Aurrai e Felipe Mesquita falaram sobre a Engine da Amazon e sua política anti-zumbi, a possibilidade de um novo Onimusha, a polêmica sobre a  retrocompatibilidade (ou não) de Red Dead Redemption, nossas impressões de Unravel e Firewatch, e muito mais.

Duração:  126 min

Comentados:

>Final Fantasy 2 de graça até dia 14 de Fevereiro (IOS)
>Final Fantasy 2 de graça até dia 14 de Fevereiro (Android)
>Quantum Break – “The Cemetery” Live Action Trailer
>Dark Souls III – Opening Cinematic
>Street Fighter V: Full Length CG Trailer
>The Malware Museum

Envie seus e-mails com sugestões, críticas e comentários para ouvinte@reloading.com.br

Siga o Reloading no Twitter @reloadingbr

Curta nossa página no Facebook http://facebook.com/reloadingbr

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Ou no iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/reloading-atualize-se-gamer!/id991994199?mt=2

Problemas para localizar o Reloading no seu aplicativo de podcasts? Em vez de buscar pelo nome tente usar o link no campo de busca => http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

 

Compartilhe:
  • Márvio

    Não sei se foi comentado na parte de Firewatch pois eu não a escutei, mas ele não está disponível na PSN BR. Não somente ele, mas jogos com o Gone Home e Crypt of Necrodancer dentre outros, também não estão. Um dos devs de Firewatch disse em uns tweets que o problema foi a lerdeza do governo BR para liberarem a classificação etária, já em jogos para PC o método é diferente por isto que ele está na Steam. Acharia interessante citar isto no cast.

    • Felipe Mesquita

      Foi comentado sim, inclusive sobre todos esses títulos que vc citou, até comentei la que era algo da classificação e da certificação. O Gone Home inclusive foi disponibilizado hoje https://store.playstation.com/#!/pt-br/jogos/gone-home-console-edition/cid=UP1012-CUSA01228_00-GONEHOME00000000

      • Márvio

        Obrigado pela resposta Felipe, é que fiquei frustrado pois ia comprar Firewatch na BR e quando o jogo lançou ele não apareceu na lista. Tentei entrar em contato com a Campo Santo, mas não obtive resposta. Teve um outro cara no twitter que falcou com um dos devs de lá, e explicou o problema.

        • Felipe Mesquita

          O Firewatch vai estar disponível hoje na PSN BR segundo a Sony.

  • Louelson Costa

    Vim comentar só pra incentivar mais programas mais longos. GRAVA MAIS QUE TÁ POUCO!

  • https://www.youtube.com/user/canaldiprimeira Guilherme P. Silva

    É bom lembrarmos também que certas coisas não ocorrem por acaso, as vezes as empresas vasam de propósito determinados produtos ou informações para testar a reação do público “preparando terreno” para um futuro lançamento. Talvez esse seja o caso desse vazamento do Red Dead Redemption no Xbox One.

  • https://www.youtube.com/user/canaldiprimeira Guilherme P. Silva

    1- Estou de olho nessa zuerinha com uma certa cidade pixelada de uma certa rupubliKa senhor Bruno Carvalho. Seria isso devido ao sumiço de um certo Pixel “Notícias”.
    2-Estou esperando um vídeo do Angry Joe dando um rage milenar acabando com a Sega e o que ela faz com nosso querido Sonic.
    3-Eu sou totalmente contra qualquer tipo de Fanboyolismo, escolho meus jogos e consoles baseando-se por qual caminho eu me divertiria mais, seja pq meus amigos jogam aquele console ou pelos exclusivos vinculados ao mesmo.
    4-E ca-ra-lho como esses jogos next-gen estão bonitos em cara? E isso nem é tanto em questão gráfica mesmo, mas sim artística como no caso do Street V. Os desenvolvedores estão cada vez mais atentos a essas questões que são um atrativo a mais né.
    5-Alguém ai OUviu (kkkk) a parte do Firewatch? É um tipo de jogo diferente, mas só o fato de ele me dar opções de diálogo que resultam em diversas respostas variadas e surpreendentes já me faz querer ter o jogo kkk

    • Felipe Mesquita

      Cara, tem Firewatch na capa do episodio, na descrição e no cast em si tem uns 10min de papo sobre ele no programa e um review do jogo no site desde segunda passada hahahah http://reloading.com.br/especiais/review-firewatch-pc-ps4/

      • https://www.youtube.com/user/canaldiprimeira Guilherme P. Silva

        Acho que vc interpretou errado meu comentário cara. Eu estava perguntando para o pessoal se alguém ouviu (melhor dizendo) a parte com spoilers de firewatch entendeu?

        • SmokeE3 .

          Não ouvi não, pulei direto 😛 (além do mais o jogo ainda não veio pra PSN BR)

        • Felipe Mesquita

          aaaah, ai sim hahahah. É pq vc escreveu viu ao invés de ouviu, ai confundiu tudo.

          • https://www.youtube.com/user/canaldiprimeira Guilherme P. Silva

            Eu bem que imaginei depois de reler meu comentário kkk

  • Bruno Paulo Zub

    Mano, comecei a ouvir o Reloading hoje, na real não sabia nada sobre o podcast além do fato do Bruno estar nele. Tava meio desconfiado achando que seria um 99vidas polystation, ainda mais quando vi os títulos do episódio, WTF esses títulos aí mano… Aí baixei, comecei a escutar e saquei a ideia! Mano, que podcast maravilhoso. Com certeza entra na minha seleta lista. Parabéns aos 3 pelo podcast sensacional!! Grande abraço.

  • Corginho das Tréva!

    Eu concordava com o que vocês falaram sobre o lance dos exclusivos. Mas eu entendo que isso pesa na hora de escolher uma plataforma, e se no fim das contas os exclusivos foram o fator decisivo que te fizeram escolher ter um XOne ao invés de montar um PC gamer, é compreensível que o anúncio de games “exclusivos” saindo pra PC seja algo frustante pra quem já embarcou na plataforma.

  • IsraelArraes

    Sobre a parte da quebra de exclusividade. A Microsoft pisou na bola sim, é como se uma empresa dissesse “Ta vendo esse jogo fodão? Só vai ter pra ONE!” Ai quando o sujeito compra o console aparece o Tiririca e diz “É mentiiiiiira.”
    Vocês podem até dizer “Ah, mas ele vai jogar o jogo do mesmo jeito.” Sim, mas e se ele já tivesse um PC com windows 10? Ele vai jogar um jogo mais caro e com pior desempenho pra que? E o dinheiro que ele gastou no ONE? Que podia ser usado num PC melhor que o console comprado? O consumidor se sente, com razão, um palhaço enganado, por isso a revolta.
    Existe também um sentido mercadológico, pois toda fabricante de console possui um identidade, que gostem ou não está bastante atrelada aos seus exclusivos. Tirem a exclusividade(a de verdade, e não a de mentirinha chamada “console exclusives”) desses jogos e essa identidade vai por água abaixo! Quando um fã vê um dos exclusivos indo para o PC, é como se uma parte da identidade da empresa estivesse indo embora. E uma empresa sem identidade não consegue se vender, afinal, ela não será mais reconhecida. O que isso acarreta? No enfraquecimento da marca, a Microsoft pode ganhar mais dinheiro, mas a marca XBOX enfraquece perante as demais.
    Por isso não julgo, nem acho estranho um sujeito reclamar por um jogo que foi vendido por anos como exclusivo ir pra PC. Muito pelo contrário, estão certos e devem reclamar SIM, pra que esse tipo de prática não seja repetida. Mais transparência para com o consumidor.

  • Wilton Pahim

    Mais um ótimo (e gigante) programa meus caros amigos do Reloading!

    Já começo dizendo que: A explicação da piada sobre o Tutubarão do Bruno, é digna de uma esquete do Monty Python! Hahahahaha!!!

    Sobre a Ubisoft pular um ano e não lançar nenhum AC em 2016 eu considero como uma atitude louvável, apesar de tardia, mas que pode dar um novo folego a franquia quem sabe. Mas a Telltale esta seguindo por esse mesmo caminho perigo com esse lançamento do game de TWD – Michone. Mais do que nunca é melhor ficarem de olho pra não acabarem se perdendo no mercado de games e perdendo fãs no mesmo processo.

    A lista de retrocompatibilidade do X-Box One (mesmo sem o RDR até o momento) esta de parabéns se compararmos aos jogos de PS2 lançados para PS4. Tá muito triste ver o que a Sony tem feito em relação a isso, e principalmente também sobre os jogos gratuitos da PLus comparados aos cedidos na Live. Infelizmente é a realidade.

    Quantum Break tem tudo pra ser um ótimo jogo esse ano sim com certeza, e entregar junto o Alan Wake’s American Nightmare (e quem sabe o Alan Wake 1 também, por que não?) acho muito bem vindo e apreciado ao meu ponto de vista.

    Filme do Sonic com pessoas reais?!
    Onde ta escrito que isso pode dar certo?!

    E falando em filmes, parabéns ao senhor Hideo Kojima pela sua lista dos 10 melhores filmes de 2016 em sua opinião. Uma lista em que as 3 primeiras posições são exatamente “Mad Max – Estrada da Fúria/ Kingsman – Serviço Secreto/ Whiplash – Em Busca da ´Perfeição” merece ser aplaudida de pé pelo ótimo gosto com certeza! Parabéns Kojima!

    Firewatch tem seus altos e baixos, mas com toda a certeza é um jogo que vale a pena dar uma olhada sim e parabéns ao Edu pela ótima sacada na comparação do game ao filme “She” do Spike Jonze. Bela sacada.

    Sobre Unravel, eu deixo o meu tweet que postei sobre o game pra expressar o que senti por esse game: “Se um game pode ser tão simples e maravilhoso quanto este beIissímo @unravel_game , a vida também tem a sua chance!”

    Bom fim de semana para todos!

    Abraços!

  • Eduardo Barbosa

    Sobre os exclusivos, acho que são muito importantes para a decisão de compra de um gamer. Claro que pra empresa, faz todo sentido lançar para todas as plataformas, mas de certa forma, acho errado vender como exclusivo e no final, sair pra PC.

    Escolha todos nós temos, vai ser PC, Xbox, PS4 ou Wii U. Mas, como escolher é a grande questão. Eu escolhi o PS4 porque eu sei que grandes jogos exclusivos serão lançados (Uncharted 4, Horizon, The Last Guardian, qualquer outro jogo da Naughty Dog, …).
    Por ser uma mudança, e toda mudança causa desconforto no início, acho errada essa decisão da Microsoft. Mas isso é só minha opinião.

    Sobre Red Dead Redemption, tenho uma teoria da conspiração sobre isso. 😀
    Minha teoria é que a Rockstar vai anunciar o RDR 2 esse ano, provavelmente na E3 e na conferência da Microsoft e a retrocompatibilidade vai ser muito útil pra todos eles por questões obvias. Mas é claro, é só teoria da conspiração. 😀

    2016 PROMETE!

    • SmokeE3 .

      pois é, mas se a Sony resolver lançar todos os seus exclusivos pra PC, vc vai ter que gostar, se não será taxado como egoísta…

      • Eduardo Barbosa

        Assim, mais ou menos.
        Ninguém é obrigado a gostar de nada.

        Como eu disse, vender como exclusivo e acabar lançando pra outra plataforma que é errado. Mas se a Sony chegar falando que The Last Of Us 2 vai sair pra PC e PS4, temos que aceitar. Afinal, o jogo é deles.
        A Microsoft vendeu os games como exclusivos do Xbox One.

        P.S.: É difícil eu desistir de comprar um console da Sony. Sou muito mais familiarizado com o Playstation e com o Dualshock. Gosto do ecossistema. Gosto dos troféus. Gostei da importância do “Share” pro console. Gosto das conferências…

        • Caiometal

          Na real os jogos feitos por estúdios da Sony não saem pra Pc. Só aqueles que ela financia e que não são estúdios dela como o Street Fighter 5.

    • SmokeE3 .

      Deixando claro que também acho errado. A partir do momento que o console não procura produzir jogos exclusivos, ele vai acabar produzindo menos jogos próprios. Basta ver a Sega, quando ela fazia jogos exclusivos ela lançava vários games, mas quando começou á produzir jogos para multi-plataforma, que todos dizem ser algo muito mais rentável, o que que aconteceu? Deve estar rendendo ainda mais que antes, imagina, produzir pra 1 console era ruim, depois que foi pra multi deve ter crescido bastante no mundo dos games…

      • Felipe Mesquita

        Vc ta de brincadeira se acha que o caso da Sega é parecido com esse e que seria um bom exemplo pra comparação. O fracasso da Sega não tem nada a ver com isso, virar third party salvou ela da falência.

        • SmokeE3 .

          Não era uma comparação. É uma teoria, de que quando a empresa não buscar fazer exclusividades pro seu console, o que resta? Imagina se não houvesse a necessidade de exclusivos pra vender consoles, eu duvido que a Sony teria 12 estúdios. E cara… Sega virar third party á salvou da falência? Que eu saiba o que á salvou foi ser comprada por uma empresa muito maior, e até a última vez que vi, o setor de jogos não gerava lucros pra ela.

          • Felipe Mesquita

            Te mostrar uma imagem como é muito simples de entender o caso da Sega. Só relacione as datas

            Final de 1994 a Sega lançou o Saturno
            Final de 1998 a Sega lançou o Dreamcast
            Em 2001 a Sega cessou a produção do Dreamcast e começou o planejamento third party (parou de fazer exclusivos)
            Em 2003 a Sammy (empresa muito maior citada por vc) começou o processo de fusão com a Sega que só foi finalizado em 2004, não interferindo nos balancetes da empresa ainda. Só a partir do FY2005 elas viraram a Sega Sammy de hj em dia, por isso o balancete desse ano ta fora da imagem

            Repara que a Sega caiu muito por erros dela na estrategia do hardware, numa época que fazia jogos first party pra caramba pra dar suporte pra seus consoles. Dai ela mudou o foco, descolou uma grana pra diminuir as dividas e conseguiu reverter a situação a partir de 2001 dando suporte para Arcades, GBA, Gamecube, PS2 e depois pro Xbox em 2003, fugindo do vermelho mesmo antes da fusão com a Sammy.

            Eu concordo com vc que exclusivos tem seu mérito e valor perante o mercado, e pra algumas empresas como a própria Sony eles são essenciais e provavelmente não vão sumir, esse ponto é muito válido e correto. Só não concordo em generalizar tudo e ainda mais usar a Sega de exemplo.

            EDIIT: E realmente a Sega ta longe de ser uma EA da vida em questão de receita, mas ela tem conseguido crescer a penetração de IP’s menos conhecidas e até reintroduzir antigas sem um investimento absurdo, e ficou até em primeira no ranking de publishers de 2015 do Metacritic http://www.metacritic.com/feature/game-publisher-rankings-for-2015-releases

    • Felipe Mesquita

      Também acho que vem RDR2 esse ano, só não sei se a Rockstar vai fazer o anuncio na E3, ela não costuma dar as caras por lá.

      Só de imaginar um RDR nessa geração já começo a ficar empolgado hahahaha

      • Eduardo Barbosa

        É, mas seria muito bacana se a Take Two ficasse com o horário da EA na E3. 😀
        Se eles anunciassem, como disse o SmokeE3, uma versão Remastered de RDR, anunciassem RDR 2 com gameplay e um trailler de GTA VI.

        Já estou chorando.

        • Eduardo Barbosa

          Na verdade, eu queria MUITO RDR Remastered. Não tive a oportunidade de completar a campanha no PS3, além disso, quando o game não ta localizado pt-br pelo menos com legenda, prejudica a imersão de algumas pessoas como eu.

          Queria de verdade, jogar RDR em pt-br legendado.
          E eu acho que venderia como água.

        • Felipe Mesquita

          Também ia achar foda se a Take Two tomasse esse slot da EA, mas ele acabou ficando com o PC Gaming Show pelo jeito…http://www.pcgamer.com/the-pc-gaming-show-is-back-in-2016/

      • https://www.youtube.com/user/canaldiprimeira Guilherme P. Silva

        Tem um youtuber chamado San In Play focado em jogos da Rockstar que afirma ter contactado um dos desenvolvedores da Rockstar e que ele teria confirmado um jogo da franquia RedDead com próximo game da Rockstar, mas não sei se pra esse ano não viu.

        • Felipe Mesquita

          Não digo o jogo em si esse ano, mas o anuncio. Um ex funcionário da R* meio que confirmou no reddit a produção do jogo tbm. A sequencia sempre foi esperada, lembrando que venderam +14 Milhões de copias do RDR

  • Alvaro

    Mais um Reloading gigante… 🙂
    Não ouvi o podcast ainda, mas queria comentar sobre a Microsoft: para mim parece bem duvidosa essa estratégia de acabar com alguns exclusivos de Xbox One, lançando eles para PC também. Isso parece injusto com quem comprou o console para jogar, por exemplo, Quantum Break, ReCore, Scalebound ou Gears of War 4. Não que essas pessoas vão deixar de jogar, mas… Quem tem um PC bom e comprou o XONE pelos exclusivos vai sentir enganado.
    Deveria pelo menos manter uma exclusividade temporária.
    Tudo piora quando a MS deixou para só agora anunciar que os “exclusivos” de XONE também sairão para PC. A MS queria vender consoles, vendeu até bem, o XONE tá atualmente na casa dos 18-19 milhões de unidades, anunciou uma série de exclusivos, alguns até na E3 de 2015 e agora vem com um balde de água fria desses. É claro que nem todo mundo tem PC para rodar esses jogos, e é claro que quem joga só em PC vai gostar desses jogos em sua plataforma, mas é bom lembrar que um console se faz muito por conta dos exclusivos. Para mim, um passo errado da Microsoft.
    Será que um dia a MS vai preferir investir só nos PCs e esquecer os consoles?

  • Pedro Henrique

    Ótima trilha sonora =).

  • http://www.betimnotebook.com.br Widson Pumarega

    depois da ressaca nada como um reloading… 6 dias desligado do mundo ><

    • Robson Gonçalves

      É bom se desligar do mundo de vez em quando ^^

  • SmokeE3 .

    Acho que Red Dead deveria ter uma versão Remaster, a Rockstar poderia ter lançado no ano passado, que não houve nenhum lançamento dela.

    Sobre Quantum Break, achei isso BEM negativo, justamente pelo que vocês disseram, esconderam até agora, faltando 2 meses pro lançamento justamente pra que as pessoas comprassem o console pensando que só estaria disponível no Xbox.