Reloading #060 – A Infinita Primeira Guerra Civil

reloading-60

Nesse episódio, Bruno Carvalho, Edu Aurrai e Felipe Mesquita falaram sobre os caminhos diferentes de Call of Duty e Battlefieldnovos jogos (oficiais ou não) de Star Wars e, ao final do programa, o momento Rewinding com Capitão América: Guerra Civil.

Duração:  136 min

Comentados:

>Call of Duty®: Infinite Warfare Reveal Trailer
>Battlefield 1 Official Reveal Trailer
>Novo Trailer de Persona 5
>Push Me Pull You – Gameplay Trailer

>Locadora #04 – Castle Of Illusion
>Novo Post no Site – 3 IP’S QUE QUERO VER RENASCIDAS NA E3 2016

Envie seus e-mails com sugestões, críticas e comentários para ouvinte@reloading.com.br

Siga o Reloading no Twitter @reloadingbr

Curta nossa página no Facebook http://facebook.com/reloadingbr

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Ou no iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/reloading-atualize-se-gamer!/id991994199?mt=2

Problemas para localizar o Reloading no seu aplicativo de podcasts? Em vez de buscar pelo nome tente usar o link no campo de busca => http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

 

Compartilhe:
  • Schmidt

    Assisti o filme ontem e achei beemmmm ruim!!!! O roteiro horrível, extremamente previsível com péssimos argumentos, piadinhas inúteis e fora de hora e o vilão completamente esquecível. O ritmo do filme é bizonho com cenas completamente inúteis. Os efeitos especiais também deixaram a desejar. E sem comparar com os quadrinhos pq ai não daria nem pra assistir!!

    • Marcelino Pinheiro

      A melhor coisa da minha adolescência foi não ter dinheiro o suficiente para colecionar os quadrinhos destes heróis. Assim me divirto muito com os filmes que estão lançando, não precisando ficar comparando uma mídia com outra (que é completamente diferente).

      Pena que não curtiu!

  • SmokeE3 .

    Sobre os jogos de tiro, gostaria de dizer que a EA ta de parabéns. Basta ver o quadro de jogos dos últimos 5 anos (até o fim desse ano) da Activision: Lançou 5 CoDs: BO2, Ghosts, Advanced, BO3, Infinity. Todos eles são ambientados no futuro.

    Já a EA em 2015 e 2016 lançará a mesma quantidade de jogos de tiro, 5 jogos:
    BF Hardline: Ambiente urbano, polícia e ladrão.
    Star Wars Battlefront: Homenagem á série.
    Garden Warfare 2: um shooter diferenciado, mas q tbm segue o estilo de modos de Battlefield.
    Titanfall 2: Shooter Futurístico.
    BF 1: Shooter de 1ª Guerra.

    Eu que sou muito fã desse gênero, acho muito foda ver que nenhum dos jogos da EA estará saturado após 1 ano, te fazendo sentir obrigado á partir pro próximo jogo, como acontece sempre com CoD. Nenhum desses jogos vai saturar o outro.

    PS: Felipe Mesquita, BF Hardline te incentiva á não matar o inimigo no modo campanha, pq o protagonista é policial, acho que seria sem sentido se fosse o contrário, te incentivasse a matar todos os bandidos. No modo multiplayer vc ainda pode escolher usar o taser pq aí da de “spotar” (localizar) todos os inimigos.

  • J. Eduardo

    Sobre Capitão América: Guerra Civil, só uma guerra de gueto.

  • http://nerdindie.blogspot.com.br Sergio Rodrigo

    Eu vai vi ainda o filme, mas mesmo assim estou ouvindo este cast e ainda ouvir o RapaduraCast do juras!

  • Vitor Calfa

    Sobre KOF 2000, o time do Seth era formado pelo mesmo, Vanessa e Ramon. Uma errata: A estreia do Seth (e da Vanessa) não foi nesse jogo, mas sim no KOF 99 Evolution para Dreamcast, aonde ambos apareciam como personagens exclusivamente Strikers.

    Se KOF 2000 é o KOF preferido de ninguém, eu sou ninguém pois foi meu KOF preferido por muitos anos e um dos que eu mais joguei com a minha roda de amigos. Eu ainda gosto muito do sistema de Strikers deste jogo e, principalmente, da trilha sonora desta versão, uma vez que esta fornecia faixas maravilhosas para a maioria dos times. Destaque para Good Bye Esaka, tema do Kyo, que derrubou um tabuleiro de Xadrez que eu tinha feito em pedra sabão com seus graves.

    E o Bruno pense um pouco na próxima vez que for falar de títulos de luta obscuros pois ele é fã de Tobal (tal como eu) e deveria dar o exemplo e lembrar que sempre há um fã aqui e ali.

  • http://nerdindie.blogspot.com.br Sergio Rodrigo

    Opa!!!! Ótimo programa!

    Queria só a ajuda de vocês, pois em uns casts passado eu ja havia comentado isso.

    Toda vez que baixo pelo navegador, ao contrario dos outros podcast, sempre parece a opção de “resume” quando uso algum gerenciador pra baixar mais rápido, entretanto no reloading isso não aparece.

    Então o que isso acarreta? Ao baixar no meu celular usando algum app (uso atualmente o PodStore) se tiver qualquer tipo de varia]variação na internet, não sei exatamente o que acontece, mas sei que o cast do Reloading (que é o único que acontece isso) baixar o mesmo arquivo varias vezes e não é a 1ª vez que isso acontece.

    Dessa vez tirei um print do meu celular para vocês verem como fica. Esse casti ficou com mais de 4 horas no arquivo kkkkkk

    Então, queria a ajuda de vocês para saber se é so comigo que isso ocorre, se é o App que uso (já testei outros e fica a mesma coisa) ou se por ventura é algo do feed.

    Desde já obrigado novamente!!! 😀

  • SmokeE3 .

    Recomendo o Rewinding ser separado do reloading… pq se eu não assisti ainda o filme, eu não vou voltar á procurar qual era o reloading q falava do filme pra pegar uma parte final do programa pra ouvir, pq aí já passou e vc não lembra que tinha algo sobre o filme aqui.

    • http://nerdindie.blogspot.com.br Sergio Rodrigo

      Acho justo!

  • Wilton Pahim

    Olá mais uma vez a todos os membros e ouvintes do Reloading!

    Cancelar o Kickstarter do Blackroom foi com certeza a melhor escolha que eles fizeram, baseados nos comentários que eles ouviram nas edição anterior do Reloading é claro. Hehe! Mas se voltar, espero mesmo que deem a opção para consoles dessa vez.

    Um filme do Shinnobi?!
    Realmente fui pego de surpresa por essa noticia e espero realmente que a idéia vingue, apesar de acreditar que ele será mais pro lado do filme do Ninja Assassino (que eu gosto muito) mesmo. Vamos ver no que vai dar!

    Não curti a idéia do novo COD: Infinity Warfare pois já estou cansado do rumo que a franquia esta levando (ao espaço, ao infinito e além) faz um tempo, mas curti demais a idéia do remake do Modern Warfare 1 e DETESTEI DE CORAÇÃO a idéia de ser obrigado a comprar o pacote pra jogar o que realmente desejo. Triste mesmo ver essa falta de respeito aos gamers em nome de mais cifrõe$ nos bolsos da Actvision.

    E o que dizer do Battlefield 1?!
    Apenas que ele tera toda a minha atenção e dinheiro com certeza, pois essa é a GUERRA DE VERDADE que espero jogar em meu console. Tem o meu respeito total.

    Já o serviço de jogos de PS2 para PS4 é um dos serviços mais porcos já lançados pela Sony junto com a escolha de jogos mensais gratuitos lançados na Plus, um verdeiro lixo de trabalho entregue aos gamers todos os meses. Terrível!

    E mais uma vez vocês arrebentaram no momento “Rewinding” do programa, como sempre. Não vou me estender falando sobre o filme do Capitão/Guerra Civil até porque muito do que penso já foi dito no próprio programa, vou apenas frisar alguns pontos: Adorei o filme (tanto que já vi duas vezes no cinema até o momento) e não esperava menos do que isso, o Pantera Negra foi um show a parte com uma atuação imponente do Chadwick Boseman e com uma Wakanda digna de receber a “toca dos gatos” dos Thundercats, o Homem-Aranha estava ótimo (apesar de que assim como o Bruno, vou guardar para sempre a atuação do Tobey Maguire) mas me conquistou mais pela atuação do Tom Holland como Peter Parker onde eu vejo perfeitamente o conflito sobre “poder e responsabilidade” que é o cerne do personagem, o filme é o fãn service que eu tanto quis ver nesses 20 anos colecionando hqs e acabei recebendo (diferente de BVS), e fora que ver a a maravilhosa Marisa Tomei de Tia May foi um colírio para os olhos que me faria aceitar ser o Tio Ben na hora pra ter o tempo que fosse ao lado dela antes de morre “feliz e satisfeito”, hehe! Mais um grande acerto da Marvel Studios.

    Mas o melhor mesmo do programa foi ouvir dessa vez o Felipe interrompendo o Bruno no final do programa ao invés do costumeiro Edu te-lo feito. Um dos melhores e mais hilários “Plot twists” que tive o prazer de presenciar.

    Obrigado novamente por mais um excelente (e longo) programa e fico no aguardo da semana que vem como sempre.

    Abraços a todos!

  • Marcelino Pinheiro

    Obrigado por este “rewiding”. Um dos melhores filmes de ação que assisti. Quando ouço um podcast prefiro me divertir do que ficar longamente discutindo detalhes de roteiro. A melhor coisa é relembrar os melhores momentos do filme, game, livro…

    Infelizmente alguns outros podcasters preferem discutir a opinião que outras pessoas que falar sobre o filme.

    Continuem o bom trabalho!

  • Darth Paul Poor Traaais

    Não, vocês disseram que fariam o mesmo. Conscientes de que estariam cometendo um crime. Esse foi o ponto. Mas entendo que na “Hora H” as coisas são bem diferentes. E outra coisa. “Soldado” realmente obedece ordens. Mas um “Guerreiro” luta de acordo com os seus princípios. Então alguns ali apesar de serem soldados acabaram por “evoluir” para guerreiros…

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Pois é, é complicado comparar um ato passional no momento em que ele ocorre com a oportunidade que você tem de ponderar, no caso o lance do Capitão e do Bucky. No final, eu acho que o Stark e o Rogers funcionam muito melhor juntos do que separados. Ambos tem características que se complementam e esse será um plot interessante a se explorar nos próximos filmes. Como eles se unirão novamente.

      E toda essa discussão só mostra como o roteiro de Civil War é excelente e fomenta bons argumentos para ambos os lados. Quem diria que um blockbuster de super heróis poderia fazer isso tão bem?

  • IsraelArraes

    Enfim, o mais triste do Cod é que ele vai continuar vendendo bem, afinal, o mundo é mais feito de leigos que só querem jogar, do que de gamers críticos exigentes.
    Sobre a análise do filme, achei bacana, só discordo mesmo do lance dos vilão do filme, eu acredito que tem filmes que exigem um grande vilão, e filmes que não. No Cap Guerra civil ele é secundário, não é como Ultron nos Vingadores 2 onde tudo gira em torno das ações dele. Nesse novo filme o vilão é apenas o cara que derruba o dominó e ver as peças caindo, não tem um caráter de urgência muito grande. Logo nesse caso, acho que ele cumpre bem o seu papel.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Acho que eu dei a entender que não gostei tanto do Zemo no programa, mas pelo contrário, eu achei ele muito foda.

  • Allan Marcel

    Aquele momento em que o Reloading se sai melhor que o RapaduraCast ao discutir um filme…

    • Marcelino Pinheiro

      Concordo 100%

    • Bruno Davide

      É assim que se cria um monstro kkkk

  • Louelson Costa

    Eu quase sempre comento que o cast tá muito bom, apesar de curto, então não comentarei dessa vez.

    Ademais das notícias, comento novamente que o RW deveria ser separado do programa semanal. Não seria algo regular como o Locadora, mas somente quando tivesse algum filme que vocês julgassem interessante comentar.

    Concordo com o Felipe: Dishonored é um jogão, mas que passou meio despercebido pelo grande público. Espero que o D2 seja melhor reconhecido. FC3 também foi muito bom, até agora foi o ápice da série, espero que a Ubi repita o sucesso no FC5.

    A Valve e seu medo do três é tamanho, que o DOTA2 recebeu ano passado uma grande atualização, detre outras coisas, de engine ao passar para a Source2 (dois novamente), e o jogo, apesar das grandes mudanças, passou a se chamar DOTA2: REBORN.

    Overwatch é a Blizz entrando em mais um ramo do mercado, já não bastasse todos os outros sucessos da empresa. Estou animado pelo jogo, curti o beta desse fds, mas achei salgado o preço dos consoles (230 dilmas/temers), esperarei um desconto da amizade para comprar futuramente.

    Achei muito interessante a temática de BF1, mas como alguém comentou já tiveram jogos nessa pegada da WW1, só não recordo de algum FPS. Mas jogos de aviões, por exemplo, eu recordo de jogar um na época de 1998~1999, por aí, exatamente com os aviões da WW1, vinha até numa revista de CD-ROM da época, bons tempos…

    Parabéns pela qualidade e compromisso com o podcast, um dos melhores da podosfera BR e, em notícias de jogos, o melhor (ao meu ver, claro).

  • Darth Paul Poor Traaais

    Só acho curioso criticarem o Rogers por agir motivado pelo passional, enquanto o Stark está “do lado da lei”, assinando o tratado e tudo mais. Mas quando o Stark perde o controle por descobrir quem matou seus pais e indo deliberadamente contra a lei ao querer “beber o sangue” do Bucky (vejam bem, você não tem o direito de executar os assassinos dos seus pais, isso precisa ser decidido por um júri e juiz após um julgamento justo) tá de boa?
    Outra coisa, o Zemo enganar e induzir todo mundo, incluindo a tão competente ONU, que o Soldado Invernal foi o culpado por todos os atos terroristas só mostra o quanto uma postura “só obedecer sem questionar” é perigosa. Aliás a grande “força” da equipe Vingadores sempre foi os diferentes pontos de vista de seus integrantes, que funcionam ao encontrar soluções para certas situações onde apenas um ou outro membro não veria como.
    O Rogers confiou na S.H.I.E.L.D questionar e deu no que deu…

    Poderia fazer outras obs (sobre o indestrutível vibranium, etc) mas o filme apesar de estar longe da perfeição tem um mérito similar ao Capitão América 2: Soldado Invernal: ele tira os heróis da zona de conforto. Mais uma vez o mundo está as voltas com conceitos fora de controle. Ótimo programa. Continuem assim…

    • IsraelArraes

      Ótimo ponto.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Quando Stark se descontrola ele está também agindo passionalmente e também está errado. O que eu comentei sobre ambos estarem certos e ambos estarem errados cabe a isso. É fácil simpatizar com a ideia de controle e também é fácil simpatizar com a ideia de que esse controle pode muito bem funcionar com objetivos escusos. O lance incoerente do Capitão é insistir na defesa do Bucky mesmo após vários incidentes, independente de haver vítimas inocentes ou não. Ainda que fosse um amigo e um elo muito forte com mundo que ele conhecia, ele está protegendo um criminoso.

      Creio que a construção do Capitão no roteiro tem a ver com esse parada dos norte americanos se acharem a “polícia do mundo” e considerarem seus preceitos de “liberdade” como o “correto” e ponto final. Na época da Segunda Guerra era uma ideia mais fácil de passar pra frente, mas após ver coisas como Vietnã, Afeganistão ou Iraque, fica bem mais questionável. Assim como a ONU poderia fazer besteiras, será que o julgamento do Capitão seria sempre o correto? Entende a parte egoísta do negócio? O Capitão mesmo diz que eles não são a coisa perfeita a se ter, mas que as melhores mãos seriam as deles. E aí, quem garante?

      • Darth Paul Poor Traaais

        Entendi o ponto de vocês mas no próprio filme temos um personagem que passa por tudo isso é encontra um “meio termo”, o Tchalla/Pantera Negra; ele fica frente a frente com o assassino de seu pai e entende que precisa ser responsável, talvez por ser Rei. Ao invés de matar ou mesmo assistir a morte do verdadeiro culpado, ele faz questão de leva-lo a justiça. Em contra partida o próprio entende as motivações do Capitão e da asilo para todos em Wakanda. O que todos parecem ter esquecido é que apesar do paralelo com o mundo real a trama não teria os mesmos desfechos e/ou desenrolar aqui. Porque? Porque não somos (pelo menos a maioria de nós) personagens. Condenam o Soldado Invernal e o executariam mesmo sabendo da questão sobre a lavagem cerebral, mas se fosse uma pessoa desequilibrada por traumas oriundos de torturas e abusos que tivesse matado um monte de gente aqui no mundo real, estariam sugerindo internação e tratamento. Ou não?

        • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

          Sim, perfeitamente. Tanto que nenhum de nós é favor ou falou a favor da morte do Soldado Invernal. Ele ser contido é uma opção muito mais justa, assim como é feito no filme e que é um dos pontos que T’Challa concorda com o Capitão. A reflexão e a mudança no arco do Pantera é sensacional, talvez o melhor arco do filme.

          • Darth Paul Poor Traaais

            Só mais um ponto: todos os três membros do cast são unânimes em dizer que o Tony Stark tinha todos os motivos para querer matar o Soldado Invernal. E que fariam o mesmo se descobrissem o “assassino de seus pais”. Só que isso é definido pela sociedade como crime. Vocês estariam fazendo o mesmo que o Capitão América fez! Colocando seus sentimentos (ou raciocínio influenciado pelo emocional) a frente daquilo que a maioria da sociedade decidiu. Só que ainda pior, pois estariam matando, enquanto o Rogers estava tentando resolver tudo sem que ninguém tivesse que ser morto. Uma “falha no roteiro” que acho gritante. Se os Vingadores não estivessem em NY a cidade seria um deserto radioativo (solução by Conselho de Segurança, lembram?) e o planeta estaria tomado pelo exército do Thanos; em Era de Ultron o único “culpado” pela tragédia em Sokóvia foi o próprio Tony Stark que resolveu (mais uma vez!) criar uma solução para todos os problemas e acabou criando um Ultron, que tentou extinguir a humanidade.

            De qualquer jeito o MCU é divertido, polêmico e se encaminha para um grande momento para os filmes de super herói. E que continuem assim!
            Vida longa e próspera para todos nós!

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Aliás, ótimo nick, mano, parabéns! hauauhahauhauah

  • Elvis Kleber

    Acho que esse foi o Reloading mais dinâmico,muito bom mesmo.O Bruno fez um comentário sobre o Homem de ferro arrancando o braço do soldado invernal,dizendo que podia também destruir o escudo do capitão america,mas o braço do Bucky não é feito de vibranium,eles dão a entender que é uma liga de metais sobrepostos como uma mola que se contrai pra dar a flexibilidade de um braço(no capitão america 2 da pra perceber isso na cena que a viuva negra da uma descarga elétrica no braço de metal).

    • Caio_RB

      Sim, é impossível o escudo ser quebrado. Se nem mesmo Thor quebrou com o Mjolnir em Vingadores 1…

  • Auridian

    Foi um filmaço, e a coreografia do filme estava muito foda. Gostei muito dos novatos, especialmente da tia May…

    O que gostei desse filme foi que as piadinhas foram bem mais dosadas do que em Vingadores 2 — acho que devido a isso o Barão ficou parecendo uma ameaça até maior que o Ultron, é interessante que haja heróis e vilões sem superpoderes colossais que possam fazer a diferença.

  • Robson Gonçalves

    Filmaço!

    Divertido e você nem sente o tempo passar quando está assistindo, ao contrário de outros (Sim Batman v Superman… estou falando com você) … quando vai perceber o filme já acabou…

    Não é o melhor filme da Marvel mas entra num top 5 fácil:

    Homem de Ferro 1
    Vingadores 1
    Capitão América – Soldado Invernal
    Capitão América – Guerra Civil
    Guardiões da Galáxia

    Ótimo Cast (nem ouvi ainda, mas confio hehe)

    Sucesso! Abraços!

  • Caio_RB

    Tenho visto pela internet o pessoal falando que COD morreu e vai vender menos por causa de deslikes e é completamente infundado. É a franquia que mais vende, sempre fica em primeiro lugar e o pessoal fica reclamando. Lembrando que esse 700 mil são um nicho comparado ao público de COD que ultrapassa 10 milhões. Eu aposto que será o jogo mais vendido novamente e discordo do Bruno que sem o remaster do MW o jogo não venderia.

    Gostaria de ver um Star Wars hack slash pela própria Respawn ou um Musou pela Omega Force.

    Persona 5 é o jogo que eu mais espero esse ano após Zelda ser adiado. Concordo com tudo o que o Felipe e o Bruno disseram!

    Concordo que o PS2 on PS4 tem sido uma bosta! Queria Viewtiful Joe, Persona e Shin Megami Tensei por exemplo.

    • Podegoso Shumy

      sim, mas pelo menos 40% da fan base dos Codistas estão cheios de guerras futuristas. e ambos BF e COD, preferem ou as guerras atuais ou antigas. vai vender o Infinity Warfare, mas tenho 80% de certeza, que a maioria vai estar nos multiplayers do MW1 Remaster

    • Louelson Costa

      Talvez o COD novo até venda menos que os anteriores, mas ainda assim vai vender muito. Sempre vende.

      Mas realmente, vejo muita gente medindo o sucesso do próx. COD pelos likes do youtube, mas como vc bem falou, isso é uma parcela muito pequena em relação ao total de jogadores de COD.

      • Podegoso Shumy

        não os deslikes que definirão de quem vai comprar o jogo, mas a desaprovação a tematica do game. mas a culpa não foi da Infinity Ward. eles já faziam o jogo com o barco furado já no mar.

    • Felipe Mesquita

      É exatamente como falei no programa, os dislikes são sim os maiores dos trailers da franquia, mas eles representam só 7% dos views do vídeo por ex.

      Pra se ter ideia das vendas de CoD, se vc juntar os 60 primeiros dias de mercado de BF3, BF4 e BF Hardline, não da os 60 primeiros dias de Black Ops III no mercado.

    • SmokeE3 .

      Aproveitando pra falar sobre COD, o Black ops 3 mostrou pq campanha COOP nem sempre funciona, o jogo é muito bom, mas a campanha é muito fraca e provável motivo é justamente ter uma sem foco.