Reloading #087 – Problemas de Performance

reloading-87

Nesse episódio, Bruno CarvalhoEdu Aurrai e Felipe Mesquita, falaram sobre as novidades da Blizzcon, a chegada ao mercado de PS4 Pro e NES Classic, problemas de desempenho dos jogos da Bethesda, e muito mais.

Duração: 50 min

Comentados:

>BlizzCon 2016 – Overwatch – Curta Animado: ”Infiltration”
>BlizzCon 2016 – Diablo III: Rise of the Necromancer Pack Reveal
>BlizzCon 2016 – Hearthstone Mean Streets of Gadgetzan Cinematic Trailer
>BlizzCon 2016 – Heroes of the Storm Hero Trailer
>Mass Effect: Andromeda Official Cinematic Reveal Trailer
>Vídeo com protótipo de Diddy Kong Racing Adventures
>Small Radios Big Televisions

Pré-venda do jogo do 99Vidas na Nuuvem

Envie seus e-mails com sugestões, críticas e comentários para ouvinte@reloading.com.br

Siga o Reloading no Twitter @reloadingbr

Curta nossa página no Facebook http://facebook.com/reloadingbr

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Ou no iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/reloading-atualize-se-gamer!/id991994199?mt=2

Problemas para localizar o Reloading no seu aplicativo de podcasts? Em vez de buscar pelo nome tente usar o link no campo de busca => http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Compartilhe:
  • Tiago

    Prince of Persia: Sand of the Time tem o remake do jogo original com a engine do Sand of Time.

  • Wendel Cardoso Santana

    no Pitfall The Mayan Adventure para Super Nintendo, da pra jogar o Pitfall! (Atari 2600)…

  • Wilton Pahim

    Olá novamente, caros amigos do Reloading!

    Foi um cast curto, mais ainda sim seria mil vezes pior (ao menos para mim) passar a semana sem o podcast de vocês é claro.

    Realmente foi uma pena não ter conseguido comprar o NES Classic devido a sua grande procura. Essa vai ser uma falta que sentirei consideravelmente com certeza.

    Quanto ao problema de desempenho dos games da Bethesda, ela é uma empresa da qual eu gosto muito e tenho um grande respeito. Acredito que pode ter seus tropeços no caminho, alguns que ocasionam até mesmo alguns tombos, mas ainda sim segue em frente.

    E eu curti e muito o trailer do Mass Effect: Andromeda, e espero que num futuro próximo lancem uma collection com os 3 primeiros games para a nova geração.

    Enfim, obrigado por mais um ótimo programa como sempre e até o próximo meus amigos.

    Abraços!

  • Diogo Maia

    Esses problemas com a Bethesda são mais uma prova que não vale a pena comprar jogos no lançamento. É sempre melhor esperar.

  • Schmidtera

    Jura que vcs não conhecem o Audi R8??? Esse carro estilizado FFXV é o monstro da Audi, R8 que tem um motor V10 ou V8 dependendo do modelo, um dos carros mais rapidos da marca.

  • Eduardo Camolez

    Edu, a Telefonica chamava Telesp hehehehehehehehe nos tempos em que linha telefonica entrava na declaração de imposto de renda como um bem! Lembro da musiquinha da propaganda do Disque Amizade… hahahahahahahaha

  • Diego Lemes Ramos

    otimo cast, só esqueceram de falar do anuncio akuma no sfv e q vai estar jogavel na playstation experience mas td bem kk, ansioso pros proximos casts

  • Louelson Costa

    Cast curto, mas valeu pra bater o ponto.

    Novamente a Nintendo e sua demanda falsa, acho uma prática bem feia isso… Acredito que seja só pra gerar buzz, como vocês comentaram.

    Como o Bruno disse, tem que escolher um console pra rodar direito e outro pra adaptar, por enquanto a escolha principal é o PS4, e o Pro é a adaptação. Mas daqui a algum tempo acho que isso vai se inverter, e quem tiver PS4 vai começar a ter sérios problemas de performance.

    Dishonored foi um jogo muito bom, apesar de curto ele tinha uns conceitos, jogabilidade e história bem legais. Espero que o 2 repita o sucesso do primeiro, é uma franquia que vale a pena. Porém essa prática da Bethesda é um tanto quanto vergonhosa, parece que ela não confia no próprio produto.

    O N7 Day foi bem fraco, esperava mais. Estrategicamente realmente é melhor eles aproveitarem outro grande evento pra trazer uma Normandy de conteúdo do jogo, vai aumentar o hype!

    Engraçado que a voz do Felipe tava robótica, enquanto que o Bruno parecia estar se contendo, acredito que vocês gravaram esse programa num horário bem tarde, mas ficou até engraçado as situações.

    Mais um belo cast, esperemos que no próximo episódio dê tudo certo.

  • Lucca Mendonça

    Sobre o Steep: que decepção enorme (pra mim)! Estou jogando também desde o meio do ano (um pouco depois, talvez) nos alphas e betas fechados.

    Joguei agora no FDS nessa nova leva de closed-beta e estou achando a jogabilidade PÉSSIMA. Além disso, a interface tem alguns pontos com a fonte MUITO pequena. Fora os comportamentos estranhos da parte de física 🙁

    Sou uma pessoa pouquíssimo exigente com jogos (achei No Man’s Sky bacana, só pra ter uma noção), mas estou achando Steep realmente “unplayable” 🙁

  • http://www.zelda.com.br/ Twero

    Tem um jogo que usa uma engine de um jogo que ja existia pra trazer o primeiro: Metal Gear Solid: Twin Snakes.
    O jogo é um remake do MGS usando a engine e os assets do MGS2.

    • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

      Mas foi feito separadamente. O lance é “recriar” um jogo diretamente dentro de outro jogo mais recente.

      • http://www.zelda.com.br/ Twero

        Ah, bom, nesse caso há jogos que fazem homenagens dentro do jogo principal.

        Dos que eu me lembro que fizeram isso:
        -O Ato 4 de Metal Gear Solid 4 recria fielmente toda Shadow Moses do MGS1, quase 10 anos depois do incidente e é um mergulho de nostalgia jogá-la.
        -Dentro do Doom desse ano há fases de Dooms anteriores escondidas.
        -No final do Assassin’s Creed Revelations nós visitamos a vila de Altaïr, do jeito que era no primeiro jogo.
        -Todo o começo do A Link Between Worlds é a recriação do A Link to the Past… até você ir para Lorule e descobrir um jogo totalmente novo.

  • Luan Alves Neves

    É uma felicidade quando lança o Reloading! Essa semana dei uns 30 F5 no site!

    Será que algum dos integrantes baixou a demo do FF15 japonesa pra contar pra gente como que tá o jogo??? Os vídeos com o #Ps4Share nunca foram tão legais de acompanhar!

  • João Paulo Carrara

    Eu consegui comprar o NES Classic, precisei entrar na fila da Gamestop 3 horas antes da loja abrir. Juntou 30 pessoas e a loja só tinha onze unidades, eu era o nono da fila. Volto semana que vem pro br, já tinha convidado vcs pra jogarmos o PS VR, fica convite para o NES Classic tb rs…. Abraços!

  • Guilherme Oliveira

    Felipe, o Tales que você falou é o Zestiria.

    Eu peguei ele na Steam e o patch é muito bom. Ele liberou os 60fps, corrigiu o problema de quem joga em Wide,aumentou os detalhes dos personagens dentre outras coisas.
    A Namco/Bandai também errou no One Piece Pirate Warriors 3. Foi um porte safado da versão do PS3 e sem o online. Tem alguns personagens que ficam sem textura em determinados golpes, o efeito de fumaça veio desabilitado. E a Namco usou imagens do PS4 na divulgação do jogo, o pessoal ficou revoltado na época do lançamento.

    • Felipe Mesquita

      Não, o que eu tava falando é o Tales of Symphonia, mas a Bamco é mestre de soltar ports safadíssimos pro PC que vale pra vários jogos mesmo