Reloading – Rewinding #003 – Star Wars: Os Últimos Jedi

Sessão Rewinding, o programa em que Bruno Carvalho, Edu Aurrai e Felipe Mesquita falam sobre filmes e séries, está de volta. Nesse episódio, falaram sobre o episódio mais recente da franquia Star Wars: Os Últimos Jedi.

Duração: 88 min

ATENÇÃO: ESTE PROGRAMA CONTÉM SPOILERS DO INÍCIO AO FIM

Essa edição foi lançada no feed oficial do Reloading e também no feed próprio:

http://reloading.com.br/feed/rewinding/

Comentados:

>RELOADING #041 – FELIZ NATAL DESPERTANDO A FORÇA (Star Wars: O Despertar da Força começa em 00:53:30)
>RELOADING #093 – EU LHE ROGO POR UMA HISTÓRIA DE STAR WARS (Rogue One começa em 01:05:46)

Faça parte da nossa Galeria de Apoiadores do Reloading! É só mandar a sua contribuição através do Padrim!

JOGO DO 99VIDAS NA PSN Americana (PS4,PS3,VITA)

JOGO DO 99VIDAS NA PSN Brasileira (PS4,PS3,VITA)

JOGO DO 99VIDAS NA STEAM!!!

Envie seus e-mails com sugestões, críticas e comentários para ouvinte@reloading.com.br

Siga o Reloading no Twitter @reloadingbr

Curta nossa página no Facebook http://facebook.com/reloadingbr

Entre na nossa Locadora http://facebook.com/groups/reloadingbr

E também no nosso grupo do Telegram http://t.me/amigosgamersreloading

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Ou no iTuneshttps://itunes.apple.com/br/podcast/reloading-atualize-se-gamer!/id991994199?mt=2

Problemas para localizar o Reloading no seu aplicativo de podcasts? Em vez de buscar pelo nome tente usar o link no campo de busca = http://feeds.feedburner.com/reloadingBR

Compartilhe:
  • Noir Fleurir

    Por favor, divulguem e compartilhem a consulta pública sobre a proposta de emenda à Constituição que institui imunidade tributária a jogos e consoles. Peço ajuda aos podcasters para fazerem isso também nas plataformas onde for possível divulgar.

    https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=132049&voto=favor

    Não dá garantias de que o voto dos congressistas seja a favor (e, sim, há grandes chances de ser rejeitado ou arquivado mesmo com muitos votos na consulta pública), mas ajuda a demonstrar a vontade dos contribuintes. E, francamente, apesar de o “Sim” estar ganhando com facilidade, pouco mais de 60 mil votos é ainda muito pouco para o número de gamers existentes aqui no Brasil. Vamos surpreender o Congresso com esses números fazendo isso ultrapassar quaisquer expectativas.

    A quem se interessar, eis a proposta na íntegra: http://legis.senado.leg.br/sdleg-getter/documento?dm=7352010&disposition=inline

  • http://www.zelda.com.br/ Twero

    Rapaz, eu tava me preparando psicologicamente por um programa que o trio ia descer no e-braço. Mas fico positivamente surpreso em saber que foi uma conversa bem de boas, com vários pontos que, em maior ou menor grau, concordei.

    Indo direto ao ponto, eu achei o filme bem divertido nas duas vezes que vi. Minha maior reclamação é o meio dele que tem uma barriga enorme. Eu sei da importância da parte do casino e das diversas conversas que a Rey tem com o Kylo Ren via Skype da Força, mas podia ser menos alongadas. Na segunda vez confirmei que senti o filme longo demais. Ele já é grandinho, com 2 horas e meia, mas eu não sentia o filme andar por causa desse meio alongado pra caramba.

    Confesso que tive várias das minhas expectativas quebradas. Não que isso seja algo necessariamente ruim, pois o filme é bem resolvido em si. Tava esperando o Snoke continuando o treinamento do Kylo (ou saber mais quem era o Snoke em si), os cavaleiros de Ren aparecendo, explicarem como o sabre do luke foi parar com a Maz Kenada….

    A minha cena favorita disparada foi o baque no cruzador da Resistência na nave do Snoke em velocidade da luz. Aquilo lá foi de uma beleza que nem sei descrever.

    Gostei dos temas e das mensagens que o filme passa. Como a própria Rose diz que devemos não destruir o que odiamos, mas salvar o que amamos. E achei bem poética a cena final do Luke vendo os sóis gêmeos de Tatooine. Desde sempre ele é aquele jovem sonhador que vive olhando para o horizonte.

    Agora, eu não sei se tudo é culpa realmente do diretor, porque todas as entrevista que ele deu sobre essas decisões feitas passou pelo crivo dos roteiristas e da presidente da Lucasfilm, que deu joinha para ele seguir em frente com essas ideias. Agora quem vai ter que lidar com esse abacaxi vai ser o JJ no episódio IX.

  • AzBats

    Talvez o maior problema de Ep.VIII tenha sido a expectativa gerada nos fãs…o mistério da origem da Rey, a ligação dela com o sabre de luz que pertenceu tanto a Anakin Skywalker/Darth Vader (ainda sem armadura sith/suporte vital) e Luke Skywalker. Todos esses indícios de algo maior quanto a origem dela, só para termos a resposta de que ela não é especial (embora ela aja como se fosse a “Escolhida da Força” e algumas fala do Snoke dão a entender isso) e também não é filha de alguém especial. Complicado quando expectativas são desfeitas e o falatório nas redes sociais se intensifica e o risco de redução de bilheteria se torna um risco (aí está a recepção negativa do polêmico “BvS” e que resultou no fracasso de Liga da Justiça). Não estranharia se certos elementos não forem revistos em Ep.IX.
    Complementando, obrigado pelo podcast em pleno e praticamente final de ano. Obrigado pela ótima discussão.

  • Willian Urso

    Pô, legal a discussão, não tem jeito mesmo, a maioria das coisas (não todas) que a galera vem comentando que não gostou é SIM pela expectativa, mas ainda sim, ouvi bons pontos de vista no cast. Agora, algo que não faz sentido e vcs insistiram bastante foi a questão do Johnson ter feito tudo diferente “de propósito”, que ele cagou para o filme anterior que que até brincam que ele odeia o Abrams… GENTE, o J.J. é produtor executivo do filme e estamos falando da Disney, que tem a Marvel abaixo dela que conecta tudo. Vc REALMENTE acham que deram liberdade completa pro Johnson poder mudar tudo sem pensar em nada da história do anterior?! Isso é no mínimo inocência né galere. O cara, mesmo com liberdade criativa, tava um pouco embaixo da asa do J.J. né, por favor rsrs

  • Ricardo Andrade

    Sobre a cena Luke vs Kylo Ren. Bruno, apesar de o Kylo n ter efetivamente matado o Luke, a intenção dele era assassina, a pose o peso do golpe foi todo com intenção de matar, ele só n o matou por forças alheias a vontade dele. então, n tem volta para esse cara. Apesar de concordar que o peso seria um pouco maior.

  • Bruno Fernandes

    Ai eu atualizo meu app de podcast e me aparece um Rewinding, que coisa boa.

  • Jeremias Jonas

    “Ele é tipo o Kurt Cobain?” – Putz, ri de chorar aqui! hahahahahaha

  • yeah

    Eu acho que o diretor jogou uns panos quentes e ninguém sacou. Quando os personagens falam sobre fracasso, na verdade é uma referência ao fracasso dele em fazer um filme maneiro, mesmo depois do J. J. Abrams ter deixado tudo prontinho pra gente ter uma trilogia maneiríssima.

  • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

    Amigos, sem querer ser chato, mas já sendo.

    Em virtude dos sentimentos, digamos, exaltados que este filme vem causando, nós queremos deixar aqui a lembrança de que ofensas gratuitas de qualquer natureza não serão permitidas nos comentários, sob a pena de delete e ban.

    Valeu!

    • Gyselle P. Teixeira Correia Li

      Só ofensas pagas então? kkkkkkkkkkkkkkk

      • http://reloading.com.br/ Edu Aurrai

        As pagas tá liberado! xD